Desenvolvimento Do Egoísmo E O Método De Conexão, Parte 8

arava-convention_931.01O Mandamento Principal E Seus Derivados

Comentário: Baal HaSulam escreve que, a princípio, a Torá foi dada sob condição da garantia mútua (Arvut), embora mais tarde, quando o bezerro de ouro foi feito, essa condição não fosse mais observada porque foram travadas guerras sobre essa questão, e os filhos de Levi mataram 3000 pessoas.

Tudo isso, é claro, não agregou amor e unidade. Mais tarde, quando chegaram à terra de Israel, também não havia paz. Portanto, não havia ninguém que pudesse observar esse mandamento principal. Literalmente, várias décadas se passaram após a entrega da Torá, e não havia mais ninguém para observar essa condição.

Minha Resposta: Eu acho que demorou mais tempo. De qualquer forma, todo o período foi acompanhado por enormes conflitos entre as pessoas. Havia muitas correntes diferentes, grupos opostos, que estavam prontos para se destruir.

Comentário: Além disso, Baal HaSulam escreve que, para que o povo de Israel não esquecesse a Torá, eles começaram a observar os outros mandamentos, embora o mandamento principal tenha sido abandonado porque não tinham outros conselhos.

O mandamento principal da Torá “ame o seu próximo como a si mesmo” foi abandonado porque o egoísmo cresceu e as pessoas começaram a observar outros mandamentos. O que significa “outros mandamentos”?

Minha Resposta: “Outros mandamentos” são o reflexo em nosso mundo dos principais mandamentos espirituais e conexões espirituais entre as pessoas. Existem 613 desejos em uma pessoa, os chamados TARYAG, e todos devem ser direcionados à conexão com os outros e com o Criador.

No entanto, em nosso mundo, eles são usados ​​para realizar nosso egoísmo. Mudá-los para “amar o próximo”, para o preenchimento de outros, da sociedade, é chamado observar os mandamentos.

Pergunta: Então, 613 mandamentos são as ações internas como resultado das quais uma pessoa corrige seu egoísmo para se conectar com outras pessoas em sensação, isto é, através das almas?

Resposta: Sim. De qualquer forma, a regra geral de “amar o próximo” é dividida em muitas inclinações, desejos e ações. E todos eles juntos fazem essa regra.

De KabTV, “Análise do Sistema do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 01/07/19

Comente