Textos arquivados em ''

Blitz De Dicas De Cabalá – 22/12/19

laitman_962.6Pergunta: O que a visão simboliza na sabedoria da Cabalá?

Resposta: A visão na Cabalá é o nível de realização quando você vê claramente suas ações do começo ao fim, em todas as etapas. Esse nível é chamado Hochma (“Hok-Ma“) quando entende todas as ações e todas as metamorfoses da luz em seu desejo, isto é, tudo o que passa e tudo o que faz.

Pergunta: O que posso fazer quando sentir a dor do mundo inteiro? Como posso ajudar a mim e aos outros?

Resposta: Apenas dissemine a condição de doação, que pode atrair a luz superior sobre o mundo e preenchê-la um pouco. O mundo então deixará de sofrer.

Pergunta: Como podemos determinar que o grupo e seus membros são realmente um grupo Cabalístico e não impostores?

Resposta: Você deve se esforçar para se conectar e, em seguida, verá as consequências em nosso mundo. Na medida em que você se conectar, o mundo será melhor e, se você se desconectar, será pior.

Talvez o mundo não se sinta assim, porque não está focado nisso, mas você certamente verá os resultados de seus esforços. É isso que precisamos alcançar. Esta é a Cabalá prática.

Pergunta: O que se pode fazer quando o anseio constante pelo Criador o cansa e se torna monótono?

Resposta: Você precisa estar claramente conectado aos amigos e não haverá cansaço. A comunicação com os amigos sempre pode dar a uma pessoa novos sentimentos, novas oportunidades.

Pergunta: A correção final é quando todos os meus pensamentos são apenas sobre o Criador?

Resposta: A correção final é quando todos os seus pensamentos serão apenas sobre trazer satisfação ao Criador e somente fazer o bem aos outros.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 22/12/19

A Moda Do Futuro

laitman_294.2Observação: Sabemos que a era do consumo em massa já passou.

Meu Comentário: Sim, a humanidade já percebeu que infinitas compras não a satisfaz.

Observação: Está chegando a hora do aluguel de roupas. Agora, designers e casas de moda estão desenvolvendo uma tendência para alugar itens de designers. Em vez de pagar algumas centenas de libras por possuir uma coisa, você pode pagar de 50 a 60 libras e alugá-la. Assim, você pode considerar seu guarda-roupa como uma fonte de renda.

Meu Comentário: Então ninguém vai comprar nada. Ninguém precisa de nada. De quantos trapos você precisa? As pessoas vão comprar algo para si “em movimento” e pronto. E não farão muito caso disso. Tudo vai desaparecer.

A humanidade está mudando por dentro. Antigamente, um rei usava algo, e era considerado um rei. Julgávamos uma pessoa por suas roupas.

Hoje, esse não é mais o caso. Esse tempo passou.

Pergunta: Você diz que a humanidade agora está se esforçando para mudar a desde dentro. O que é a beleza interior?

Resposta: É o nosso desejo. Ele se transforma gradualmente por várias condições externas.

Força – veja como todos os tipos de programas ativos de educação física e outras coisas estão se desenvolvendo hoje. Isso ainda não é algo que estamos fazendo; tudo está sendo feito para nós, de alguma forma, para vender alguma coisa.

Então está em todo lugar. Mas isso não vai ajudar. Outros 10, outros 20 anos. Mesmo assim, a humanidade está se movendo para novos estados, para novos desejos mais internos. E eles não vão prestar atenção na aparência. Eles prestarão atenção na beleza; ela desaparecerá por último. Mas no final, isso não determina nada.

Pergunta: E o que é esse desejo interior de que você está falando?

Resposta: É embelezar-se – um desejo interior de embelezar-se externamente. Afinal, a beleza interior é invisível. Então, vou me embelezar externamente, e todos pensarão: “Veja como ele é esperto! Veja os óculos especiais que ele usa! Queremos passar o externo como interno, então zombamos de nós mesmos e dos outros dessa maneira.

Precisamos chegar ao ponto em que valorizamos a beleza interior de uma pessoa: bondade, participação, simpatia e separação de si para com os outros. Não sentimos nem valorizamos isso, mas é o que precisamos. Seria uma questão completamente diferente se tivéssemos a moda para isso.

Pergunta: E como podemos tornar notável e popular a beleza interior de que você fala?

Resposta: Educação. Não há outro caminho. É para que eu olhe para uma garota na sala de aula e a avalie de acordo com sua atitude correta em relação a todos. Um homem deve escolher sua esposa da mesma forma e não de acordo com o comprimento das pernas.

Observação: Você diz que a beleza será a última a desaparecer.

Meu Comentário: Isto é, ela não terá nossa atenção. Quando pararmos de dar atenção, será a última a desaparecer. Eu aprecio uma pessoa por um motivo diferente. Não vou ver essa feiura; vou ver a beleza interior.

Obviamente, isso não é fácil e ainda não está neste mundo, que constantemente nos sintoniza com avaliações externas. Mas tenho certeza de que, no ritmo que estamos seguindo, com todas essas operações para refazer rostos, figuras e tudo mais, tudo isso é questão de um futuro muito próximo.

A moda do futuro será direcionada apenas para uma bela manifestação do mundo interior. E não há necessidade de criar empresas que troquem trapos entre si.

Pergunta: E como será essa bela sociedade?

Resposta: Uma sociedade bonita pensa apenas no conteúdo interno de uma pessoa e vive por ela. Todo mundo entende e sente o calor de um em relação ao outro. É para isso que as pessoas serão valorizadas. Isso vai acontecer em breve.

De KabTV, “Notícias com Dr. Michael Laitman” 10/12/19

“Como Ateu, O Que Você Pensa Sobre A Cabalá?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:Como Ateu, O Que Você Pensa Sobre A Cabalá?

A Cabalá difere do ateísmo e das religiões em geral, pois facilita a realização clara do Criador, de modo que você O sentirá como se fosse um amigo seu, e até mais. Portanto, não há espaço na Cabalá para crer em algo que outros lhe disseram. Em vez disso, você deve atingir por si mesmo, o mundo inteiro e todas as almas, e dentro deles – o Criador em Sua totalidade.

O ateísmo é uma crença de que o Criador não existe, enquanto a religião é uma crença de que o Criador existe. Por outro lado, a Cabalá é a revelação do Criador, investigando a Natureza dentro de você ou dentro de suas percepções.

A este respeito, a Cabalá é semelhante a outras ciências. Entretanto, as outras ciências revelam o mundo dentro dos sentidos que já possuímos, enquanto a Cabalá faz isso em um sentido adicional – a alma, que você primeiro precisa desenvolver dentro de si. De qualquer forma, assim como qualquer outra ciência, a Cabalá fala apenas das coisas que estão presentes nos sentidos! Não está interessada em nada imperceptível e que não possa ser investigado, repetido e testado, e considera essas coisas irreais. Essa abordagem a torna uma ciência por definição. Veja a definição de Cabalá no artigo de Baal HaSulam, “A Essência da Sabedoria da Cabalá” – “Cabalá é o método da revelação do Criador a uma pessoa em nosso mundo” – a cada pessoa e a todos juntos.

Como todas as ciências, a Cabalá usa o método ou instrumento científico (embora os cientistas achem difícil concordar com isso porque estão acostumados a investigar o mundo apenas através do corpo animado). O método científico pressupõe que:

  • Toda declaração científica deve ser comprovada por experimento.
  • Toda declaração científica pode ser provada errada.
  • Não faz sentido discutir uma ideia que não pode ser verificada na prática. Por exemplo, aqui está uma opinião científica sobre a existência de Deus: Immanuel Kant mostrou que não se pode provar que Deus existe tão bem quanto Ele não existe. A própria noção de um Deus inatingível e Todo-poderoso não está sujeita a experimentos, porque se Deus é Todo-poderoso, é capaz de controlar o resultado do experimento. As pessoas não aceitam Deus através de evidências, mas através da fé. Portanto, a ideia de Deus está além da ciência. Qualquer pergunta do tipo, “Por que é assim e assim?”, pode ser respondida: “Porque é a vontade de Deus”. (Foi assim que a religião obrigou as pessoas a responder a todas as perguntas e, portanto, diminuiu o progresso científico.) A Cabalá permite revelar o Criador e Suas ações na prática. No entanto, é tão indiferente às coisas que não podem ser verificadas na prática quanto as ciências terrenas.
  • Toda declaração científica deve ser lógica e não contradizer as leis que já são conhecidas. Geralmente, as leis antigas se tornam casos particulares das novas leis.
  • Toda declaração científica deve indicar seus “pontos fracos”; deve mencionar quais constituintes estão sujeitos a dúvidas e objeções.

Percebendo A Razão Do Sofrimento

laitman_294.4Pergunta: Como a Cabalá faz uma pessoa mudar? Como isso acontece?

Resposta: A Cabalá é uma sabedoria que explica como as forças altruístas ou espirituais descem a este mundo. Essas propriedades de doação e amor são completamente opostas às terrenas. Elas se aproximam gradualmente da humanidade, e é por isso que sofremos.

Pode-se dizer que sofremos porque o Criador está se aproximando de nós. Sentimos como somos opostos a Ele e é por isso que nos sentimos mal. As propriedades de doação, amor e unificação se aproximam de nós, enquanto nós, de acordo com nossa natureza, não queremos isso. Esse é o problema que encontramos em toda a nossa vida.

Por não reconhecê-lo, o que quer que aconteça conosco na Terra não é sentido como um despertar para a ascensão espiritual, mas como eventos que nos repelem e nos humilham.

Se percebêssemos a origem do nosso sofrimento, o fato de sofrermos porque as forças espirituais se aproximam de nós e, consequentemente, se nos tornássemos cada vez mais parecidos com essas forças espirituais, as qualidades de doação, amor e unificação, as perceberíamos corretamente, estaríamos em contato com elas e sentiríamos como elas nos ajudam a ascender a uma altura completamente diferente de qualidades, os graus espirituais.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 26/01/20