Textos arquivados em ''

Meus Pensamentos No Twitter 04/03/20

Dr Michael Laitman Twitter

Devemos nos regozijar com as descidas e quedas, pois, conforme o grau de prontidão, desejos quebrados, vasos espirituais lhe são revelados. Se ocorre uma descida, um mau humor, uma escuridão na mente e no coração, isso é dado para correção. Entendemos e sentimos essa escuridão e somos obrigados a corrigir esse estado.

A passagem, o desapego da intenção egoísta e a entrada no reino da intenção em prol da doação, é a passagem do mundo material para o espiritual, de estar sob o domínio do Faraó e estar sob o domínio do Criador, do Egito para a terra de Israel.

Devemos fortalecer a garantia mútua, a unidade, o grupo, com antecedência – preparar todos os meios para corrigir ao máximo uma parte mais vazia da alma comum que está sendo revelada. Até você conectar todas as partes da alma em uma alma, você não alcançará o fim da correção.

Quando o espírito da vida desaparece, pensamos que nos afastamos do Criador. Mas, na realidade, novas cavidades vazias estão sendo reveladas para nós, das quais a luz superior partiu durante a queda do pecado com a Árvore do Conhecimento. Eles estavam ocultos, mas agora estão sendo revelados em cada um de nós na ordem dos graus, de acordo com um programa.

Do Twitter, 04/03/20

Despertar A Dezena Com Meus Esforços

laitman_923Chegou a hora de começar a avançar em direção ao objetivo sagrado, isto é, à revelação do Criador às criações neste mundo. Tudo está em nossas mãos; nada impede isso de nós. Todos os eventos que ocorrem no mundo, que supostamente nos atrasam, realmente nos ajudam a avançar em direção ao objetivo da criação, para uma melhor compreensão do propósito da vida. Eles nos ajudam a perceber o quanto nosso mundo precisa de uma ascensão espiritual: não para ser corrigido no mesmo lugar, mas para subir para um nível espiritual.

Ficará cada vez mais claro para todas as pessoas no mundo que não há saída e que mudanças fundamentais em nossa existência devem começar aqui. Existindo na forma atual, encontraremos um beco sem saída várias vezes. Não temos chance de continuar vivendo assim.

Chegou a hora de usar toda a nossa força e abrir o caminho para uma vida espiritual perfeita, para abri-lo à humanidade o mais rápido possível. De fato, todas as pessoas esperam inconscientemente por isso, mas não têm ideia do que isso depende.

Nosso grupo Bnei Baruch é formado por pessoas que o Criador convidou para entrar no mundo espiritual e se aproximar Dele. Devemos entender nossa responsabilidade e aproveitar esta oportunidade. Temos duas semanas de trabalho espiritual muito intenso diante de nós, e tentaremos fazer todos os esforços, o máximo possível, e certamente alcançaremos o elevado objetivo da vida.

Há momentos que são determinados de cima e há momentos que desencadeamos de baixo. Nós reservamos esse momento especial para a nossa reunião, a Convenção Mundial de Cabalá, e a abordamos através de grandes e longos esforços. Ao mesmo tempo, vemos eventos extraordinariamente temerosos se desenrolando no mundo. No entanto, é incrível como nada atrapalha nossos amigos que viajam para Tel Aviv para a Convenção. Aguardamos todos com impaciência ainda maior do que o habitual, prontos para recebê-los de braços abertos.

Esperemos que, pelo tempo que resta antes da Convenção, nos preparemos melhor para a conexão, para que, nas profundezas desta unidade, comecemos a revelar novas qualidades nas quais o Criador pede Sua revelação. Dos nossos esforços para se unir o máximo possível, veremos como o Criador nos mostra as condições para a Sua revelação. Nós devemos sentir isso.

Precisamos apenas revelar a necessidade de alcançar a equivalência com o Criador, de querer senti-Lo precisamente em Sua própria qualidade de doação. Que Ele nos dê a qualidade de doação, e tenhamos o maior prazer de trabalhar com Ele. Aguardamos essa qualidade, embora nem saibamos exatamente o que é. Pedimos ao Criador que trabalhe conosco, estamos prontos para esta operação. Que Ele faça essa mudança em nós, implante a qualidade de doação em nós, desenvolva e ensine-nos. Queremos ser argila nas mãos do mestre, que Ele modele sua semelhança conosco.

O que é exigido de nós é apenas um desejo inicial e não mais. Não temos necessidade real de doação e somos incapazes de entender o que é; apenas aceitamos que o Criador faça de nós o que Ele quer. Isso é suficiente para o Criador começar a nos corrigir.

É difícil perceber como a conexão entre amigos, entre pessoas, pode estar conectada com a realização do Criador. Por que a revelação do Criador depende subitamente da unidade dos egoístas acima de seu egoísmo? Se eles se odeiam e se repelem, mas ainda assim se esforçam para se unir, esses esforços, centavo por centavo, acumulam-se em uma grande quantidade e constroem uma rede de conexão.

Dentro, toda essa rede está cheia de ódio, forças de rejeição, e esticadas sobre ela estão nossas tentativas tímidas de nos conectarmos. O sistema de ódio é tão sólido quanto o ferro. No topo, tentamos costurar esses blocos de ferro com fios finos, mas, enquanto tentamos, conseguimos tricotá-los cada vez mais. Começamos a descobrir que nesses fios muito finos que nos conectam, há uma qualidade especial: a força superior da luz, que é muito mais poderosa que as barras de ferro do egoísmo. Assim, começamos a sentir um ao outro.

É um processo muito longo, e que nos leva repetidamente ao desespero, mas o tempo faz seu trabalho e, finalmente, nos salva.

Devemos acreditar que o Criador organizará o grupo e os amigos para nós, para que tenhamos a oportunidade de revelá-Lo, de nos tornarmos semelhantes a Ele e, desse modo, dar-lhe satisfação. Tudo já foi arranjado de cima, e tudo o que precisamos é de prontidão, um pouco de esforço, e isso acontecerá. O Criador organiza todas as condições para nós acima e precisamos apenas dar nossa cota de esforço que está em nossa capacidade de doar. Tudo já está calculado acima. A parte superior está pronta para nos ajudar e, assim que concluirmos o que precisamos, encontraremos imediatamente o resultado correto. O Criador se abrirá e perguntará: “Bem, onde vocês estavam? Estou esperando há tanto tempo, mas vocês não estavam lá!

Vamos revelar tudo isso assim que fornecermos nosso desejo, o Kli, que está ao nosso alcance revelar.

Estamos prontos para a revelação; precisamos apenas combinar nosso desespero, esforços e aspirações, e será suficiente. O poder da oração depende de dois fatores: a consciência da impotência e da baixeza. Por um lado, sentimos que temos força insuficiente para revelar o Criador, mas o desespero pela insignificância de nossa condição é ainda mais necessário. E se combinarmos esses dois sentimentos, isso se tornará suficiente para o apelo certo. O Criador vê que percebemos nossa inutilidade e é revelado a nós.

Se o Criador não nos ajudar, estaremos perdidos. Você tem que sentir isso com todo o seu ser. Nós realmente queremos alcançar a fusão com o Criador devido à equivalência de nossas qualidades, para nos tornarmos doadores, e pedimos apenas isso. Caso contrário, isso não é vida.

Não há mais nada a fazer, chegamos ao limite: se o Criador não me der a qualidade de doação, eu desapareço. Se Ele não me conectar com o grupo, eu estou perdido. Eu oro para me deixar agarrar aos meus amigos para apoiá-los com todas as minhas forças, servi-los, dar e ajudá-los a alcançar seu objetivo. O que vai acontecer comigo não é importante, eu quero apenas o bem deles. Para fazer isso, venho à Convenção para ajudar meus amigos a alcançarem seu objetivo e me anular completamente.

Passamos por muitos estados diferentes. Às vezes, tal apatia ataca que a pessoa é incapaz de qualquer movimento de sentimentos, pensamentos e palavras; ela está completamente desconectada. E às vezes a pessoa queima de desejo, pronta para virar montanhas. O resto do tempo, ela está em algum lugar no meio entre os dois, em diferentes estados na mente e no coração.

A questão é como despertar a nós mesmos em todos os estados pelo bem da dezena. Não devemos esperar que o Criador nos desperte, e não devemos nos despertar individualmente, mas devemos acordar com a ajuda da dezena, despertando a dezena sozinhos. Esse é ponto principal. Tudo é apenas através da nossa conexão com os dez: despertá-los com nossos próprios esforços e depois ser inspirados por eles e agir.

Mesmo que não haja sentimento e pensamento para o Criador, mas realizamos ações materiais em relação ao grupo, tudo isso se soma à minha conta.

Portanto, não precisamos aguardar a misericórdia do Criador. O trabalhador do Criador é quem trabalha: onde o Criador não o desperta, não dá incentivos, ele procura acrescentar esforço, como um velho que procura algo perdido antes mesmo de perdê-lo.

Do Tish 14/02/20, “Preparação para a Convenção”

Desenvolvimento Do Egoísmo E O Método De Conexão, Parte 4

laitman_749.01Método De Conexão: Antes E Depois Do Exílio Egípcio

Pergunta: Qual é a diferença entre o método de Abraão e o método que o povo de Israel recebeu quando saiu do Egito?

Resposta: Trata-se da conexão.

Abraão também chamou as pessoas à unidade. Mas naqueles dias na Babilônia, não havia ódio particular, ninguém se matava. De repente, os babilônios simplesmente deixaram de se entender, o que os levou a uma rejeição mútua insuperável. Era necessário, de alguma maneira, suavizar, para superar essa rejeição. Como está escrito, “o amor cobrirá todos os crimes”. Em princípio, era possível para eles.

No Egito, no entanto, os egos das pessoas cresceram tanto que a inclinação para matar foi revelada neles. Eles não apenas discordaram entre si, mas estavam prontos para destruir quem estava contra eles. Portanto, eles não podiam permanecer no egoísmo porque ele os ameaçava com o que é chamado de “pragas egípcias”. Era necessário sair e subir acima dele, o que em geral eles fizeram.

Eles se elevaram acima de sua separação e, para se conectarem em um novo nível, receberam o método chamado “a Torá”.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 01/07/19

Objetivo Dos Distúrbios

laitman_600.02Pergunta: Existem diferentes tipos de interferência em diferentes níveis, de acordo com os quatro estágios do desenvolvimento da natureza.

O primeiro tipo é um distúrbio inanimado: terremotos, inundações, furacões, etc. A interferência em plantas e animais inclui várias doenças e vírus. A interferência no nível humano inclui alguns tipos de desvios psicológicos. É possível calibrar esses tipos de interferência?

Resposta: É possível.

Pergunta: Dependendo da estrutura de cada pessoa, a natureza, o Criador, sabe como aplicar pressão sobre todos?

Resposta: Claro. Isso acontece de acordo com a estrutura da alma, ou seja, nosso desejo interior de que devemos equilibrar e nos fundir com o Criador.

Comentário: Suponha que uma rejeição surja da unificação dentro de um grupo Cabalístico. Entendo que esse obstáculo é contra o meu egoísmo e me é dado para que eu possa adquirir a capacidade altruísta do Criador de não pensar em mim.

Minha Resposta: Trata-se de sua ação. E com relação ao estado em que você deve determinar, que não há outro além do Criador e somente Ele o influencia, o que você deve fazer aqui? Como Ele pode influenciá-lo, dar-lhe algumas tarefas, obstáculos, para que você ainda possa treinar sabendo que tudo isso é do Criador e não de qualquer outra coisa?

Quando, por exemplo, eles escrevem coisas pouco lisonjeiras sobre você em todos os lugares, blasfemam contra você, ou você briga com sua família, ou quando vê que está fazendo algo errado, agindo egoisticamente e se condena, como pode ser que você faça isso sozinho, se houver apenas uma força que faça tudo isso acontecer?

Assim, você deve mudar sua atitude em relação a si mesmo, aos outros e ao mundo inteiro, por apenas uma única razão: “Não há outro além Dele”.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 25/03/19

“Homens E Mulheres Experimentam Se Apaixonar Ou Se Apaixonam De Maneira Diferente?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:Homens E Mulheres Experimentam Se Apaixonar Ou Se Apaixonam De Maneira Diferente?

Por natureza, homens e mulheres são dois opostos. Assim, por padrão, homens e mulheres não experimentam nada da mesma maneira.

Há um ditado que diz que os homens amam com os olhos e as mulheres com os ouvidos. Podemos ver como um homem pode perder a cabeça quando vê uma mulher bonita. Uma mulher atraente pode distrair um homem de qualquer tarefa séria. No entanto, isso não significa que ele seja um mau marido ou um homem mau em geral. É simplesmente a natureza dele. Um homem pode estar completamente apaixonado por uma mulher, mas ocasionalmente pode encarar outras, e uma não tem nada a ver com a outra. É simplesmente parte integrante da natureza do homem.

A situação com as mulheres é completamente diferente. Segundo a natureza, uma mulher se preocupa com o ambiente doméstico. Ela constrói um ninho familiar e faz com que seja confortável e acolhedor. Independentemente do fato de que hoje vivemos a chamada era “unissex”, o desejo natural da mulher – antes de entrar em contato com várias influências sociais e da mídia que podem redirecionar o desejo natural da mulher em inúmeras direções – é tomar cuidar de sua própria casa. Portanto, ela exige um homem que possa sustentá-lo. É por isso que as mulheres tendem a se apaixonar mais por homens inteligentes e ricos do que por homens bonitos.

Em uma mulher, um homem olha para as características puramente externas e corporais que o atraem. Mesmo que por trás da bela “interface”, ele encontre uma garota que possa ser considerada boba, ele concorda com isso. Enquanto a mulher se apaixona por sua ideia de beleza, isso é suficiente para ele.

No entanto, não é o caso de uma mulher. Ela julga um homem não pela aparência, mas faz um cálculo preciso se pode construir um ninho familiar confortável e criar seus filhos com esse homem em particular. Portanto, uma mulher pode se acostumar com qualquer tipo de homem, mas apenas enquanto ele se alinhar à sua natureza.

Nova Vida # 1199 – Como Abordar As Pessoas

Nova Vida # 1199 – Como Abordar As Pessoas
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Tal Mandelbaum ben Moshe

Um Cabalista é um especialista em abordar pessoas. Ele encontra, dentro de si, algo semelhante à outra pessoa e dá a ela a sensação de serem compreendidos, conhecidos e estarem de acordo, para que a outra possa se abrir. Um Cabalista ouve com interesse, sabe o que o outro quer ouvir e expressa alegria pelo relacionamento. Um Cabalista mostra que seu coração está aberto para receber o outro.

De KabTV, “Nova Vida # 1199 – Como Abordar As Pessoas”, 16/01/20