Se Nos Voltarmos Ao Criador, Poderemos Conseguir Qualquer Coisa!

laitman_235No final, precisamos entender o que é o nosso desejo de receber, o que ele quer de nós e como se relacionar com ele: combatê-lo ou usá-lo como uma ajuda contra si mesmo? Temos alguma esperança de resistir a ele?

Se quisermos alcançar tal conexão como um fogo ardente, então o fogo acende precisamente por causa da resistência do desejo egoísta fielmente fazendo seu trabalho. Ele foi criado precisamente para isso, para resistir a nós. A ação do ego nos impede. Mesmo se chegarmos ao Arvut (garantia mútua) entre nós, é apenas para decidir que não temos chance de deixar o Egito. Não importa o quanto tentemos nos unir, somos incapazes de fazê-lo e devemos nos desesperar com esse trabalho.

Cada um de nós entende que só pode ter sucesso com a ajuda do amigo, e isso é tudo. E com esta oração comum, atraímos a luz superior e nos elevamos acima do nosso egoísmo. Isso é chamado de êxodo do Egito. Existem várias condições, alguns marcos ao longo do caminho que devemos seguir. 1

O Partzuf espiritual é construído a partir do fato de que todos nos apoiamos para alcançar o Criador. Ninguém pode vir ao Criador com suas próprias qualidades, e ainda mais com Malchut, porque o Criador é pleno; portanto, também precisamos construir a plenitude.

Temos algo em comum? O ponto em comum é apenas o Criador, o ponto comum de Keter. Cada um de nós tem suas próprias qualidades e nos unimos apenas acima, no Criador. Portanto, quando queremos nos unir, nos desesperamos, o que é chamado de “os filhos de Israel suspiraram por causa do trabalho”, percebendo que não podem fazer isso. Só podemos nos conectar graças ao objetivo comum.

A conexão deve ser como um fogo ardente. Mas o principal no trabalho é a decepção, ou seja, a percepção de que é impossível conectar-se. Nós nos esforçamos para conectar a qualquer custo, mas o resultado correto do trabalho é a percepção de que a conexão é impossível por qualquer meio. Então, os filhos de Israel suspiraram por cauda trabalho. É um caso completamente sem esperança se quisermos conseguir isso sozinhos, mas se nos voltarmos ao Criador, conseguiremos tudo.

O fogo ardente é o nosso desejo comum de trazer satisfação ao Criador. Pelo fato de querermos agradar um ao outro, damos prazer ao Criador. O Criador é a lei geral. Se quisermos nos voltar a Ele, primeiro devemos nos voltar aos amigos da mesma maneira. 2
Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 07/02/20, O Poder da Conexão – Um Fogo Ardente (Preparação para a Convenção no Deserto)
1 Minuto 0:30
2 Minuto 22:40

Comente