Feriados Espirituais, Parte 6

laitman_604.03De Yom Kipur a Chanucá

Pergunta: Durante o Yom Kipur (o Dia da Expiação), a pessoa faz uma restrição em todos os seus desejos, porque quer se tornar semelhante ao Criador e não receber nada. Então ela corrige todos os sete tipos de desejos e no oitavo dia recebe a Torá, a luz. Depois vem Chanucá. O que esse feriado simboliza?

Resposta: Chanucá simboliza a correção de uma pessoa para o estado quando ela alcança a qualidade de Bina, a qualidade de doação completa. De Malchut, a pessoa sobe para a Sefira Bina, onde está completamente em doação e não precisa receber nada.

Pergunta: Isso significa que a pessoa já corrigiu as sete primeiras Sefirot durante Sucot e agora ascendeu à Bina?

Resposta: Não. Essas são todas as correções nominais e privadas, e não com capacidade total. Depois de todos os feriados, precisamente ao receber a Torá (luz superior), a pessoa começa a se corrigir.

Até o final de Sucot, até Shemini Atzeret, a pessoa não está sendo verdadeiramente corrigida. Ela fez todo o trabalho preparatório para atrair a luz superior sobre si mesma.

A partir do final do feriado de Sucot, de Shemini Atzeret a Chanucá, a pessoa se corrige na qualidade de Bina, na qualidade de doação.

Pergunta: Chanucá representa um evento histórico que ocorreu no século II a.C.: um conflito ideológico entre os macabeus e os gregos. Segundo a Cabalá, os gregos representam nossos desejos egoístas e os macabeus representam nossos desejos altruístas.

O mais interessante é o milagre que aconteceu durante Chanucá. O que é isso?

Resposta: Os macabeus encontraram um pequeno frasco com o selo do Sumo Sacerdote (Cohen), que continha o óleo normalmente usado no Templo. Deste óleo acenderam uma lâmpada, que queimou todos os sete dias de Chanucá.

Isso é considerado o milagre de Chanucá e representa o fato de que, se uma pessoa se prepara corretamente de baixo e está pronta para ser o óleo e a vela, o Criador corrige completamente a pessoa e ela alcança a correção completa na luz superior de Bina, ou seja, se eleva ao nível da doação completa.

Pergunta: Isso significa que uma vela, um pavio e um óleo simbolizam certas ações que um Cabalista faz com seus desejos?

Resposta: Sim. E a próprio Chanucá é “Hanu-Koh, uma parada, quando a pessoa termina de se corrigir na qualidade de doação e passa para o próximo grau para a correção na qualidade de recepção em prol da doação.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 29/01/19

Comente