A Singularidade Da Força Que Nos Governa, Parte 2

laitman_537Teatro Do Criador

Artigo de Baal HaSulam, Shamati 1, “Não Há Outro Além Dele”: Isso é considerado uma correção chamada “a esquerda rejeita e a direita aproxima”, ou seja, que o que a esquerda rejeita é considerado uma correção.

“A esquerda rejeita” significa rejeição, isto é, esconder o Criador quando nos tornamos incertos sobre Ele. Nós começamos a pensar que existem outras forças opostas a Ele.

Parece-nos que existe um diteísmo, ou seja, um Criador mau e um bom, um contra o outro, porque percebemos o mundo como tal, ou politeísmo, ou seja, muitas forças no mundo que estão em relacionamentos opostos. Tudo isso é concebido e feito de propósito.

Isso significa que existem coisas no mundo que, para começar, visam desviar a pessoa do caminho certo e pelas quais ela é rejeitada da Kedusha [santidade]. Existem especificamente forças, fenômenos e ações que surgem e que são inicialmente colocadas diante de uma pessoa com a intenção de desvia-la, afastando-a da luta pelo Criador, lançando-a do pensamento de que apenas uma força, apenas um Criador, age sobre ela.

Assim, essas rejeições ajudam a pessoa porque, com sua ajuda, a pessoa recebe uma necessidade, um desejo completo do Criador de ajudá-la a revela-Lo. Caso contrário, ela não poderia ter se definido de nenhuma maneira neste mundo.

Com isso, a pessoa quer entender quem a controla, quem determina seus pensamentos, ações e tudo o que aconteceu no passado, o que está acontecendo no presente e o que acontecerá no futuro. Por um lado, é claro que isso é realizado sob a influência de uma única força da natureza.

Por outro lado, essa força constantemente nos distorce e nos atrai para várias circunstâncias, e atribuímos tudo o que acontece a outras pessoas, eventos e várias autoridades, como se elas controlassem independentemente o mundo e nossa vida.

Assim, eu me afasto da definição da singularidade do governo do Criador. Não posso sustentar o fato de que apenas uma única força me controla dessa maneira; eu vejo contradições nesse controle o tempo todo.

Por que o Criador faz isso? Para que, em todas essas contradições, possamos descobri-Lo por nossa própria vontade, apesar do fato de que, de repente, eu caio sob o poder da polícia, do Estado, dos parentes, da família e das crianças. Meus amigos me influenciam, e de repente outra pessoa também influencia.

De fato, eu devo determinar claramente que estou apenas no campo do Criador, e não há mais ninguém que me controla, me coloca e me retira de todos esses estados e substitui várias outras fontes de influência sobre mim.

A cada segundo, eu devo ser direcionado através de todas as fontes supostamente terrenas para Ele e saber claramente que Ele está fazendo tudo através de seus fantoches, minha família, amigos, inimigos e até políticos. A imagem inteira que vejo na minha frente e chamo de “este mundo” é um teatro através do qual o Criador age sobre mim. Eu tenho que conectar todo esse teatro a Ele em todas as suas ações.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 24/11/19

Comente