“O Que É A Cabalá? Como É Praticada Hoje E Por Quem?”(Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora:O Que É A Cabalá? Como É Praticada Hoje E Por Quem?

A sabedoria da Cabalá está ligada à religião, misticismo, ioga, cartas de tarô, numerologia, astrologia, encantos, amuletos, magia e que uma pessoa deve ter pelo menos 40 anos de idade para estudar.

A razão para os conceitos errôneos é que a Cabalá tem milhares de anos. A primeira pessoa que descobriu a sabedoria da Cabalá foi Adam HaRishon, que viveu mais de 5.000 anos atrás. A sabedoria se desenvolveu desde o tempo de Adam HaRishon até uma transição significativa na sabedoria, ocorrida há cerca de 2.000 anos, o que deixou apenas alguns indivíduos envolvidos nela, ou seja, em sua forma autêntica.

Desde então, os escritos Cabalísticos passaram pelas mãos e mentes de milhões de pessoas. Da mesma forma, muitos que encontraram a Cabalá a misturaram com seus próprios antecedentes, ensinamentos e entendimentos, sem atingir o objetivo da Cabalá autêntica. Essa mistura contínua ao longo das gerações deu origem a numerosos equívocos (leia mais sobre os equívocos na seção “Cabalá e Magia” desta página e na seção “Mitos sobre a Cabalá” do site).

Então, o que é a Cabalá? Como escrito acima, a definição do Cabalista Yehuda Ashlag sobre a sabedoria da Cabalá é a seguinte:

“Essa sabedoria não é mais e nada menos que uma sequência de raízes, que pendem por meio de causa e efeito, em regras fixas e determinadas, entrelaçando-se a um único objetivo exaltado, descrito como ‘a revelação de Sua Divindade a Suas criaturas neste mundo’”

Em português simples, essa definição pode ser dividida no seguinte:

A Cabalá é um método pelo qual qualquer pessoa pode atingir um nível superior da realidade.

É importante notar que é um método, um método empírico, não uma crença. Além disso, qualquer pessoa pode estudá-lo, independentemente de raça, sexo ou nacionalidade. “Realização” significa uma percepção e sensação claras, não uma ideia, teoria ou filosofia.

O nível superior da realidade que a pessoa alcança através do estudo correto da Cabalá recebeu muitos nomes. Como você pode ver na definição acima de Baal HaSulam, ele usa as palavras “Sua Divindade” para definir o nível superior da realidade. Você também encontrará palavras em textos Cabalísticos, como a “Força Superior”, “Luz Superior”, “O Criador”, “Natureza”, “Natureza”, “Deus”, “O Senhor” e “O Rei”, todos descrevendo esse nível superior de realidade.

O que esses termos definem?

Eles definem a qualidade de doação e amor, que é a fonte de tudo o que existe na realidade. Essa qualidade também é definida como o desejo de doar, frequentemente citado como “desejo de doar”.

Oposto ao nível superior da realidade estamos nós em nosso nível atual de realidade. Você poderia chamá-lo de “nível inferior da realidade”. Como a qualidade do nível superior da realidade é doação, o oposto é a qualidade de recepção, também chamada de “desejo de receber”. Essa é a qualidade do que é chamado “a criação” na sabedoria da Cabalá, ou na definição acima de Baal HaSulam, “as criaturas”.

Isso traz à questão: se a sabedoria da Cabalá é um método em que qualquer pessoa, enquanto viva nesta vida, pode atingir um nível mais alto de realidade, o que significa obter acesso a uma qualidade de doação, por que alguém iria querer fazer isso?

Os motivos são os seguintes:

1) Prazer Transitório versus Prazer Contínuo

Em nosso atual nível de realidade, toda vez que encontramos prazer, ele se dissipa. O prazer neutraliza o desejo. Por exemplo, se você está com fome e quer realmente comer e recebe seu prato favorito, sua primeira mordida é pura felicidade. Quanto mais você continua a comer, menor o prazer que sente. A certa altura, você se sentirá saciado: o desejo de comer se saciou. Além disso, se você continuasse a comer, da mesma ação que lhe dava prazer alguns momentos atrás, você começaria a se sentir doente.

Nosso problema em nosso atual nível de realidade é que não sabemos como sustentar e aumentar nosso prazer. Como desejo de receber prazer, nossa natureza inata é tal que os prazeres desaparecem com a sua recepção, não aumentam.

A sabedoria da Cabalá nos ensina como podemos usar nosso desejo em uma nova direção, com o que é chamado de “intenção de doar”. Ao aplicar esse novo uso do nosso desejo, podemos começar a sentir prazeres de maneira oposta à maneira como atualmente os sentimos: onde, em vez de os prazeres desaparecerem com o impacto, eles aumentam e se tornam contínuos.

2) Percepção Incompleta Versus Percepção Completa

Nós vivemos em um mundo de consequências, sem saber por que estamos aqui, de onde viemos, para onde estamos indo, qual é o propósito de estarmos aqui e como tudo está conectado. Percebemos um pequeno fragmento da realidade, limitado no tempo, espaço e movimento. Não importa o quanto aprendemos ao longo de nossas vidas e ao longo de nossa história humana, nunca alcançamos um estado em que sentimos que temos uma percepção completa. Ao atingir o nível superior de realidade, adicionamos a parte que está faltando em nosso nível atual de realidade e expandimos nosso senso e entendimento para formar uma imagem completa.

3) Separação versus Conexão

Nós percebemos que estamos separados de bilhões de outras pessoas e de muitos outros animais, plantas e objetos. Construímos nossas vidas com base nessa separação e encontramos uma vida cheia de lutas, buscas e conflitos, muitas vezes sentindo que precisamos apenas sobreviver da melhor maneira possível até que finalmente perecemos. Ao atingir um nível superior da realidade, alcançamos conexão com tudo ao nosso redor, vendo tudo e todos como peças de um único quebra-cabeça, harmonioso e integrado, como células e órgãos em um corpo que funciona de maneira saudável.

Comente