O Dever De Israel Em Relação À Humanidade

laitman_962.1O dever de Israel em relação à humanidade é um tópico muito importante, porque determina todo o nosso trabalho direcionado ao resultado final: conectar todos os seres criados em um único ser em adesão ao Criador. Esse processo inclui interioridade e externalidade porque existe o Criador e o ser criado, e ambos os sistemas consistem em partes interna e externa.

A parte interna do Criador é Atzmuto, Sua essência, e a parte externa é Sua atitude em relação aos seres criados. Os seres criados consistem em Israel e nas nações do mundo na proporção da intensidade do desejo que permanece após a quebra.

O ponto que desperta em uma pessoa e a leva à correção é chamado “direto ao Criador” (Yashar-Kel), Israel. Essa pessoa deve receber ajuda de cima e também organizar o ambiente e o trabalho desde baixo.

O objetivo da criação é o fim da correção geral, e, portanto, devemos ansiá-lo o tempo todo. Isso atrairá a força superior, que deseja que todos saibam disso, do menor ao maior. Portanto, devemos levar esse conhecimento a todas as nações do mundo e fornecer-lhes uma conexão com a força da correção e da unidade, nos vendo no papel de Jonas, o Profeta. Embora não desejemos nem saibamos como fazer isso, entendemos a importância e a grandeza de nossa responsabilidade de nos tornarmos a luz para as nações do mundo.

“O resultado final está no pensamento preliminar” e, portanto, já devemos ver o objetivo final e o estado final, verificando cada passo na medida em que atingimos esse objetivo. Todo o nosso caminho é realizar o propósito da criação, o estado final corrigido, aproximando-nos cada vez mais e aperfeiçoando-nos.

O objetivo da grande convenção em Tel Aviv é conectar todo o grupo Bnei Baruch em todo o mundo, estabelecendo assim as bases para a correção geral do mundo. 1

Nós recebemos o despertar espiritual apenas porque é necessário para a nossa geração, que é obrigada a iniciar a correção. Portanto, se quisermos progredir, temos que pensar para quem estamos trabalhando. Nós, Israel, somos o canal de transição que conecta o Criador com os seres criados. Se nos tornarmos obreiros fiéis do Criador e cumprirmos nossa missão sem pensar em nossa própria recompensa e destino, mas apenas em dar satisfação ao Criador e aproximar Dele os seres criados para que Ele possa corrigi-los e cumpri-los, teremos sucesso.

Portanto, devemos levar em consideração não o nosso sucesso, mas apenas a nossa missão como servos do Criador e dos seres criados, e então podemos nos tornar parceiros do Criador na criação. O principal é explicar nosso estado futuro para a humanidade, que já existe na natureza e deve ser revelado. Se estamos prontos para esta revelação, nós a percebemos como bons tempos. Mas se não estamos prontos, a natureza ainda nos leva pelos mesmos estados ao final da correção, mas os sentimos desagradáveis ​​e sofremos. Portanto, para o benefício do Criador e o benefício dos seres criados, precisamos preparar a humanidade para os próximos passos e ajudá-los a aumentar constantemente sua conexão. 2

Por que discutimos essas dolorosas questões do antissemitismo, do Holocausto e do nazismo, se há tantos tópicos legais na Cabalá? O fato é que é para o bem da cura, e o tratamento é desagradável e doloroso. O apodrecimento era interno e agora que o médico está abrindo para curá-lo, certamente dói. No entanto, não há saída, precisamos abrir essa ferida e verificá-la para entender o que fizemos de errado e como continuar.

A correção não é revelada na natureza inanimada, vegetativa e animada, mas depende do material humano na medida em que ele sente os estágios de seu desenvolvimento. Se entendermos como devemos nos desenvolver, daremos as boas-vindas às ações do médico. Até os animais toleram a dor se sentem que uma pessoa está tentando ajudá-los.

No entanto, não devemos apenas tolerar isso, mas participar de nosso próprio desenvolvimento, e esses estágios se tornarão agradáveis ​​para nós, não apenas em nossas sensações, mas também trarão compreensão e realização. Realizaremos nosso próprio tratamento com a ajuda da força superior. Esse desenvolvimento se tornará desejável para nós, porque estaremos nos olhando de cima, desejando receber a força de doação contra nosso desejo egoísta.

De outro modo, veremos a mesma catástrofe ocorrida há oitenta anos na Alemanha, sabendo o que acontecerá se não intervirmos no curso dos eventos. O caminho para o fim da correção já foi definido, mas é possível percorrê-lo pelo caminho da luz ou pelo caminho do sofrimento – a escolha é nossa. Não há como escapar disso.

Devemos tirar conclusões da história passada para o futuro, porque a história sempre volta, as dez Sefirot são reveladas novamente em nosso mundo, é sempre o mesmo processo. Ocorre com novas armas e em uma nova escala, sempre cada vez maior, mas a imagem geral sempre se repete.

A humanidade está à beira de uma guerra mundial. Não se trata mais de ações extremistas individuais, mas de escapar da catástrofe global – a terceira guerra mundial sobre a qual Baal HaSulam escreveu. Esta não é uma perspectiva de longo prazo e pode acontecer a qualquer momento. Antigamente, uma guerra exigia longos preparativos, movimentação de tropas, navios de guerra e hoje basta apertar um botão para destruir metade do mundo.

O aumento dos ataques com base no antissemitismo são apenas sinais iniciais do processo final da correção geral do mundo durante uma guerra mundial. Afinal, vivemos na última geração, na era do fim da correção, por isso não será limitado a uma guerra local em algum lugar da Europa como antes. A guerra cobrirá todo o planeta, todos começarão a acertar as contas. Será revelado que cinquenta países têm armas nucleares, o que é desconhecido no momento. 3

A cada dia que passa, fica cada vez mais claro que o mundo precisa se unir; caso contrário, desmoronará. A cola é uma conexão que só pode ser alcançada pelo exemplo de Israel. Não há outro caminho de acordo com as leis da natureza. 4

As pessoas devem entender:
1. A chave de todo o processo histórico está no povo de Israel.
2. A forte reação do egoísmo geral das nações do mundo é causada pelo fato de os judeus hesitarem e não acelerarem a correção.

Agora fica claro como devemos agir juntos: Israel e as nações do mundo. O antissemitismo, o ódio contra os judeus, nas nações do mundo, desperta para empurrar os judeus adiante.

Está escrito nos Profetas que as nações do mundo levantarão Israel em seus ombros e os levarão a construir o Templo. Você acha que os judeus serão carregados em uma bandeja como um presente? Não, será na forma de uma demanda. O povo de Israel deve sentir a necessidade das nações do mundo de correção, de compreensão do pensamento da criação, de seu propósito. Todos os problemas deste mundo são o resultado do fato de que a humanidade não recebe resposta sobre a causa de seu sofrimento. Isso é sofrer pela falta da luz de Hassadim, a conquista do Criador, razão pela qual as drogas são tão comuns. Isso é tudo porque Israel não carrega a luz superior através deles mesmos para as nações do mundo.

As nações do mundo devem aprender seu papel, como devem usar a atitude negativa em relação aos judeus, o ódio que está despertando nelas, e transformá-lo em uma demanda para que, juntamente com o povo de Israel, possam realizar a correção. O método está no povo de Israel e o poder está nas nações do mundo, por isso devemos caminhar juntos até o fim da correção. 5

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 30/12/19, O Dever De Israel Para Com A Humanidade
1 Minuto 0:00
2 Minuto 9:40
3 Minuto 13:00
4 Minuto 32:00
5 Minuto 40:40

Comente