Unidade Além Das Diferenças: Como É Possível? – Conversa Com Shaul Magid

Shaul Magid, Distinguished Fellow em Estudos Judaicos no Dartmouth College, encontra o Cabalista Dr. Michael Laitman para discutir o antissemitismo e como os judeus podem servir como um exemplo de unidade para o mundo.

Os judeus são culpados por se separarem e se diferenciarem de outras nações. No entanto, quando tentam se dissolver e até mesmo aceitar as tradições culturais das nações do mundo, ainda permanecem diferentes.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, isso é causado por um papel especial que o povo judeu deve desempenhar. Os judeus se originaram 3.800 atrás como um conjunto de 70 nações da antiga Babilônia, reunidas por Abraão em torno dos princípios “ame o seu próximo como a si mesmo” e “o amor cobre todas as transgressões”. Portanto, não podemos considerar o povo judeu como qualquer outra nação em um sentido biológico. Ser judeu significa unir-se conscientemente com os outros, a fim de criar uma entidade unida e deixar que a força superior de amor e doação entre nela.

A partir deste ponto, a tarefa direta dos judeus é mostrar hoje uma implementação prática do método de Abraão e induzir conexão; assim, no final, todos alcançamos, como está escrito: “Minha casa será chamada casa de oração para todas as nações”. (Isaías, 56:7).

De acordo com o desenvolvimento natural, somos pressionados a ir até o objetivo final. Hoje, podemos vê-lo em uma crise global, penetrando em todas as áreas de nossas vidas: guerras, desastres naturais etc. Não podemos controlá-lo e não sabemos quanto mais está por vir.

A Cabalá oferece uma oportunidade de alcançar o objetivo final de uma maneira positiva. Para fazer isso, os judeus precisam restabelecer e revelar à humanidade o método de construir conexões humanas positivas acima de sua natureza egoísta em constante crescimento. Se eles mostrarem um exemplo de unidade, então, além de todas as diferenças, raças e religiões, ele se espalhará por todo o mundo, para que a força superior do amor e doação possa entrar no mundo e preenchê-lo de felicidade.

Comente