No Final Eu Vou Entender

laitman_962.1Como um aluno pode saber que está seguindo o professor corretamente? Afinal, o aluno não tem essa bússola ou instrumento. Um professor é um ser humano que coloca diante de mim novos valores, novos objetivos e exige que sejam aceitos e cumpridos. Eu devo verificar diariamente que os observo e não me afasto dos princípios que o professor ensina a mim e aos outros.

Somente assim você pode se aproximar do professor. Não faz sentido imitar seus hábitos e gostos materiais, porque eles não têm relação com o espiritual e permanecerão inalterados mesmo quando você se tornar um grande Cabalista. O corpo animal permanece como foi criado.

Você pode verificar a correção do seu caminho em relação aos outros: anular-se e comparar com os seus amigos se entende o professor corretamente ou está enganado. Afinal, eu estou em um grupo onde todos aprendem a mesma coisa. Meus amigos me entendem e eu os entendo? Aqui é preciso abaixar o orgulho e subjugar a si mesmo. Se eu não realizar minha atitude em relação ao professor e ao Criador através da subjugação ao ambiente que está estudando comigo, certamente estarei enganado.

O egoísmo provará para mim que estou certo em entender e sentir mais que os outros, e isso será um erro, porque o orgulho humilha uma pessoa. Mas, de fato, é impossível evitar erros. Dizem: “Os caminhos do Criador são retos”, e alguns cometem mais erros, outros menos, mas “não há uma pessoa justa na terra que faça o bem e não tenha pecado”. O lugar da alma no sistema de Adam HaRishon já determina quanto e em que todos serão enganados. Com isso, também, você deve chegar a um acordo e aceitá-lo como é.

Por fim, devo ser direcionado, através do professor e do grupo, ao Criador: lutar menos comigo mesmo, com meu egoísmo e confusão, e me apegar mais ao professor e ao grupo. Isso é mais eficaz. Lutando comigo mesmo, luto com coisas imaginárias. Ao aderir ao professor e ao grupo, disperso todas essas ilusões, como se precisasse corrigir algo em mim mesmo. Não há necessidade de consertar nada; tudo será corrigido através da conexão. 1

É impossível avançar a menos que você caia e se levante. Você avança um passo e cai para se arrepender novamente e se levantar novamente. O movimento só acontece dessa maneira. Após uma boa ação, uma queda sempre ocorre como resultado. Portanto, após um Congresso grande e forte, agora ocorrem atritos, confusão e disputas, e esse é um processo natural de cura. 2

Por que o mundo inteiro, a família, o trabalho e as responsabilidades diárias são necessários se tudo o que pode nos ajudar na realização espiritual é a autoanulação em relação ao professor e amigos? Não sabemos disso, mas é como sentimos dentro do nosso desejo: que existimos neste mundo entre bilhões de pessoas e também cercados por um grupo de amigos, acompanhado por um professor. O Criador pinta esta figura na minha frente, e sou obrigado a usá-la corretamente: colocar tudo em seu lugar e equilibrá-la para agir dentro dela.

Se eu trabalhar corretamente, no final, entenderei por que me senti como se estivesse no corpo material e no mundo material, entre outras pessoas e com o professor. Quando tudo ficar claro, vou me encontrar em um estado completamente diferente e entenderei por que esse elevado estado espiritual apareceu para mim de uma forma tão material, onde havia muitas coisas supostamente desnecessárias.

É isso que o Criador me dá hoje e, portanto, devo levar a sério tudo o que recebo. De fato, agora vejo o sistema espiritual, mas ele é retratado no meu desejo material, na minha percepção egoísta. Não critico o que está acontecendo, meus sentimentos e compreensão, mas simplesmente tento me direcionar ao Criador da maneira mais precisa possível.

É melhor não descobrir por que tudo ao nosso redor existe e para quê, mas a uma velocidade máxima para avançar para a meta, fundir-se com o Criador. Depois de alcançar a adesão com esse poder de doação, unidade e amor, posso gradualmente adicionar o mundo inteiro a essa integração. 3

Buraco Negro

O centro da dezena é o lugar onde o Criador se esconde de nós. Se focarmos nele para revelar este centro, um buraco negro, revelaremos o Criador lá. Descobriremos então que, de fato, estamos lá, neste buraco negro, onde a verdadeira realidade existe. Lá fora, é apenas um mundo ilusório.

O buraco negro no centro da dezena é a entrada para o mundo superior. Este é o lugar onde estamos realmente localizados, não em nosso mundo como parece em nossa imaginação egoísta. Descobriremos então que nosso mundo também está dentro deste buraco negro, de todo o globo, de todo o universo. Nós existimos lá dentro como “Israel, a Torá e o Criador são um”, ou seja, todos estão conectados no ponto de perfeita integração.

Mas, para nos aproximarmos desse verdadeiro estado, precisamos descobrir nossa conexão na dezena. Dentro dela, percorreremos 125 graus até alcançarmos a unidade completa.

É um buraco negro em nossa direção, pois nosso egoísmo não vê nada de bom nele, apenas escuridão. Afinal, exige ir acima da razão e aceitar a opinião do professor, a opinião do Criador, a opinião do grupo. Eu concordo com isso no meu egoísmo? Claro que não. Parece total escuridão para mim. Isso não me faz feliz. Eu entendo mentalmente que se for contra o meu desejo egoísta, significa que é a verdade, mas o coração ainda não se sente assim. 4

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 21/11/19, “Fé no Rav”

1 Minuto 20:54
2 Minuto 1:30:50
3 Minuto 57:40
4 Minuto 1:32:57, 1:57:47

Comente