Geografia Espiritual, Parte 6

Laitman_004O Lugar Abandonado Pela Força Espiritual

Pergunta: Você já foi a Jerusalém e ao Mar Morto com seu professor Rabash?

Resposta: Fomos a Jerusalém. No entanto, Rabash não a respeitou particularmente ou o Muro das Lamentações, porque, como escrevem os Cabalistas, uma vez que Jerusalém foi destruída, a força espiritual a abandonou e só pode ser restaurada se o povo de Israel reviver sua boa atitude um com o outro.

Portanto, como sugerem os Cabalistas, embora Jerusalém seja um ponto muito alto hoje, é alto no negativo, não no positivo.

Pergunta: Ainda assim, Jerusalém e o Mar Morto estão mais próximos da criação. Por que você não foi lá? Eles são Zeir Anpin e Malchut?

Resposta: De fato, nunca fomos ao Mar Morto e só fomos a Jerusalém algumas vezes. No entanto, eram viagens especiais para se encontrar com a família ou amigos ou fazer alguma coisa.

Pergunta: Isso significa que é impossível extrair forças espirituais de lá?

Resposta: Não, eu não percebi que o Rabash tenha recebido energia, alimento ou conexão com o mundo superior em Jerusalém. Nós estávamos lá com seus parentes e amigos, e fomos a todos os tipos de eventos. Estivemos no Muro das Lamentações apenas uma vez e apenas por alguns instantes.

Assim, exceto o Monte Meron e o túmulo do Rashbi, não fomos a nenhum outro lugar, incluindo Hermon e a Caverna de Machpelah.

Observação: É estranho, porque Hermon é considerado o ponto mais alto, a qualidade do Criador. Parece que é de lá que devemos atrair forças espirituais.

Meu Comentário: Não, nós praticamente nunca fomos acima de Tiberíades. Tiberíades e o Monte Meron eram os lugares de nossas viagens, por um lado. Por outro lado, íamos a parques, lugares calmos e sem pessoas onde podíamos sentar em paz, conversar e estudar.

De KabTV, “Fundamentos da Cabalá”, 28/01/19

Comente