Eleve O Ponto No Coração

laitman_224Rabash, “TANTA [Taamim, Nekudot, Tagin, Otiot]”: Taamim [sabores] significa que a pessoa que quer provar um bom gosto na vida deve prestar atenção ao seu ponto no coração.

Toda pessoa tem um ponto no coração, exceto que ele não brilha. Pelo contrário, é como um ponto preto. O ponto no coração é um discernimento de Nefesh [alma] de Kedusha [santidade], cuja natureza é um vaso de doação.

No entanto, ele está em um estado de Shechina [Divindade] no pó, o que significa que a pessoa o considera como nada. Em vez disso, para ela, ele é tão importante quanto o pó. Isso é chamado Nekudot [pontos].

O ponto no coração realmente é como pó, como algo bem insignificante, até mesmo oposto a qualquer importância. No entanto, ele existe necessariamente em cada um de nós, e é a partir disso que podemos construir nossa alma. É porque a alma é a qualidade de doação em nós.

O ponto no coração inflama em todos e nos empurra para algo. Mostra a pessoa a insignificância de seu estado, problemas, inutilidade e vazio. Ele conduz o mundo inteiro. Devemos examiná-lo e começar a elevá-lo, isto é, chegar ao entendimento de que, na qualidade egoísta da recepção, seremos incapazes de nos preencher de qualquer maneira. O mundo será destruído continuamente e não poderemos fazer nada a respeito.

A única coisa que podemos fazer é começar a atribuir importância ao ponto no coração. Ele parece preto em nossa percepção, porque não queremos ter a qualidade de doação. Resistimos e não queremos entender o que realmente é.

Este ponto é o desejo de espiritualidade, o desejo de unidade, o desejo de doar. No entanto, não temos o desejo de doar em nós. Portanto, ele brilha com luz negra, dando-nos uma sensação de escuridão em nossa vida. Esse sentimento leva a pessoa a buscar a realização, a buscar o sentido da vida, do sofrimento, da insignificância e do vazio.

Assim que começarmos a desenvolvê-lo, sentiremos que é de importância fundamental, porque através dele entramos em uma realidade completamente diferente – o mundo espiritual.

Da Lição 0, Convenção Mundial da Cabalá na Moldávia, 05/05/19, “Entrando na Convenção”

Comente