Aprenda As Ações Que Devemos Executar

Dr. Michael Laitman“O Prefácio à Sabedoria da Cabalá” começa com estas palavras: “O Criador desejava purificar Israel; portanto, Ele lhes deu abundante Torá e Mitzvot (mandamentos) …” O Criador tem um objetivo e trabalha para isso. O objetivo deve ser alcançado através do processo pelo qual as criaturas passam. O Criador colocou esse objetivo diante de nós e deseja que o alcancemos não por algum milagre, mas através de nosso próprio esforço e graduais mudanças internas.

Esse objetivo é primário, precede nossa criação; para alcançá-lo, precisamos seguir a Torá e Mitzvot, ou seja, mudar nosso desejo com a ajuda da luz que reforma. Esse objetivo existia antes da criação do homem neste mundo, assim como a escada dos graus espirituais que um homem deve subir para alcançá-lo. O Criador pensou em tudo com antecedência e o organizou para nós; tudo está pronto.

Devemos nos purificar do nosso egoísmo e, assim, alcançar o objetivo. Mas não o negamos porque nada foi criado neste mundo desnecessariamente. Assim, se tivermos a atitude correta em relação à nossa natureza, criada pelo Criador, e nos esforçarmos pelo estado que Ele tem reservado para nós, nos encontraremos em um determinado caminho que devemos percorrer.

É impossível pular esse caminho porque adquirimos as qualidades que precisamos enquanto nos purificamos. Devemos purificar nosso desejo egoísta e, através deste trabalho, chegar ao objetivo pretendido. Tal é o desejo do Criador.

É assim que Baal HaSulam inicia seu artigo “Prefácio à Sabedoria da Cabalá”, tentando nos explicar, da maneira mais breve possível, o começo, o meio e o fim do caminho da obra espiritual do homem e o estudo do sistema dos mundos superiores. Neste artigo, a pessoa precisa entender que as leis espirituais superiores, expandidas a partir do pensamento da criação, consistem em apenas duas partes: a natureza do Criador e a natureza da criação, que devem ser opostas ao Criador. O objetivo final é trazer a criação à plena adesão com o Criador sem alterar sua natureza, mas dando-lhe uma forma diferente, que se assemelha às qualidades do Criador.

Ao estudar o artigo “Prefácio à Sabedoria da Cabalá” (Pticha), o sistema dos mundos superiores e seu desenvolvimento de cima para baixo como resultado do qual toda a nossa realidade foi construída, percebemos que tudo isso surgiu do pensamento da criação, com o objetivo de nos levar ao objetivo final. Esse desenvolvimento dos mundos de cima para baixo, os graus e estados espirituais, obriga-nos a realizar certas ações aqui abaixo, a fim de usar todos os meios à nossa disposição e alcançar o objetivo de nossas vidas. Nosso trabalho interno deve refletir as qualidades espirituais descritas neste artigo.

Nós aprendemos sobre a luz que age no desejo, construindo e disseminando de cima para baixo, Partzufim, Sefirot, mundos superiores. Mas, de fato, estamos aprendendo sobre as ações que devemos realizar para ter uma compreensão clara de como deve ser nosso trabalho espiritual. Assim, eliminamos todos os equívocos anteriores e vemos claramente o que deve ser feito para atingir o objetivo.1

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 14/08/19, Escritos do Baal HaSulam, “Prefácio à Sabedoria da Cabalá”, Item 11

1 Minuto 05:05

Comente