Exista Nos Dois Mundos

laitman_962.1Nós aprendemos a trabalhar no primeiro nível espiritual quando nos sentimos dentro do nosso egoísmo (neste mundo), ascendemos a um nível superior ao do nosso egoísmo onde o Criador habita. Precisamos discernir esses dois degraus – nosso egoísmo e o nível acima dele – para viver simultaneamente em ambos os níveis. Este será o nosso primeiro grau espiritual.

O primeiro passo espiritual é o mais difícil, porque não é nem mesmo como um bebê dando seus primeiros passos; é um mundo inteiramente novo e uma atitude completamente nova para a realidade. Mudanças fundamentais ocorrem dentro de uma pessoa. Eu percebo que a imagem natural do mundo é vista dentro do meu egoísmo, no desejo de receber com o qual nasci e que foi criado pelo Criador.

Este mundo não existe em tal forma por si só, mas aparece assim em minhas propriedades egoístas, que podem ser mudadas, e assim o mundo também começará a mudar. Portanto, por enquanto, o mundo nos parece escuro, egoísta, e então mudará.

Tal imagem do mundo nos é dada de cima pelo Criador, para que possamos nos elevar deste estado. Para isso, precisamos imaginar que tudo isso vem de um grau superior, onde reina a luz, a doação e o amor, e preenche toda a realidade. Tudo isso existe acima do meu ego, acima deste mundo, e eu quero me apegar a este estado superior.

Mas a imagem egoísta do mundo que vejo agora: obscura, infeliz, sem esperança, injusta, também vem da luz e, aparentemente, com um propósito específico. Portanto, eu permaneço com a sensação deste mundo como ele é, mas quero pertencer a um estado superior, um mundo superior, onde reina o Criador, a luz mais elevada, o poder de doação e amor. Eu quero me fundir com ele. Portanto, divido-me em dois, tentando me apegar ao nível mais elevado com todo o meu coração e alma, apesar do fato de que me sinto abaixo em meu desejo de receber egoísta. Eu não vejo nenhuma contradição nisso: esses dois polos opostos devem existir.

A pessoa que se afasta do mundo inferior e sente apenas o mais elevado é chamada de anjo. Viver apenas no mundo inferior é semelhante a um animal. Mas a pessoa que tenta existir nos dois mundos ao mesmo tempo, existe na fé acima da razão. A força de doação que a pessoa quer encontrar no mundo superior deve ser maior que a força de recepção dominante no mundo inferior, nosso egoísmo.

Mais progresso é descer cada vez mais baixo neste mundo com todos os seus miasmas e, consequentemente, elevar-se cada vez mais para o mundo espiritual: de -1 a +1, de -2 a +2, de -3 a +3, e assim por diante. É dito: “Aquele que é maior que seu amigo, seu desejo é maior do que ele”. O “outro” é o meu estado anterior. Precisamos descer para descobrir os desejos quebrados, depois elevá-los para um nível superior e consertá-los. Este é o nosso trabalho.1

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 04/06/19, O Zero Absoluto
1 Minuto 0:20

Comente