Meus Pensamentos No Twitter 14/05/19

Dr Michael Laitman Twitter

Cada novo estado começa com um ponto/Reshimo, que deve ser elevado da recepção/escuridão/tristeza para a luz/doação/alegria. A sensação de estar distanciado do Criador é o ponto/Katnut. Se você concorda em existir em qualquer condição, o ponto começa a crescer – essa é a maneira de elevar a Divindade do pó.

Alcançar o Criador é aprender Sua grandeza. Isso só pode ser feito comparando nossas qualidades, que começam com a redução da minha mente a zero e a não aceitação do que eu possa entender. Contra o meu desejo, depreciando meu eu. Porque o Criador é uma propriedade de doação completa.
É assim que me aproximo do Criador.

A equivalência ao Criador é alcançada pelo desejo (desejo de receber, daat) com a intenção de doar (acima da razão, pelo bem de outro). A pessoa não usa sua própria mente, mas vai além disso. Fazer isso é definido como trabalhar acima da razão. O desejo é a linha esquerda. A intenção é a linha direita. A ação é a linha média.

Se uma pessoa entende a necessidade de se anular diante do Criador, mas retém seu “eu” individual porque esse é o desejo do Criador – ela entra em Lishma e se volta ao Criador para a doação, não para a autossatisfação.
Nesse caso, o Criador lhe dá tanto a força quanto a intenção, a luz e a tela.

Parábola: O rei, querendo mover seus tesouros, distribuiu-os moeda a moeda a cada um dos seus súditos, para que as levassem ao destino, não cedendo à tentação de roubar. Da mesma forma, uma pessoa carrega seu grande desejo de prazer acima do Machsom em partes.
Primeiro, ela traz a centelha e, depois, porção por porção, seus desejos.

A barreira do mundo espiritual (Machsom) é o ponto de adesão com a dezena, a disposição de se apegar aos amigos, de substituir a importância pessoal pela importância deles, de se dissolver neles, de perder o “eu” – ou seja, a atravessar o Machsom. Desprender-se de si mesmo e ligar-se à dezena é atravessar o Machsom.

O trabalhador do Criador não aceita doença, problema ou qualquer outro obstáculo com humildade, mas percebe isso como uma indicação da necessidade de ser corrigido, a fim de alcançar uma maior conexão especial com o grupo, para corrigir o problema, que é estar distante do Criador – e para alcançar adesão por meio disso.

Do Twitter, 14/05/19

Comente