Meus Pensamentos No Twitter 11/05/19

Dr Michael Laitman Twitter

A alegria é um testemunho de doação, fé na grandeza do Criador. Embora não haja razões óbvias para se alegrar, a pessoa acredita que recebe tudo somente do Criador e, portanto, está na alegria, na medida de sua fé no bom governo do mundo pelo Criador.

A princípio, a pessoa vê a realização como o objetivo e resultado de seus esforços, mas depois, quando se conscientiza do processo de correção, vê tudo da maneira inversa: que precisamente o anseio pelo Criador é sua verdadeira realização, que lhe traz alegria!

O desejo de revelar o Criador é determinado pela importância de manter a alegria no grupo de seu trabalho e objetivo espiritual. Isso determina a sensação de perfeição (Shlemut), que determina o grau de equivalência e a revelação do Criador ao homem.

A pessoa precisa estar alegre em todos os momentos – devido ao fato de que recebeu, do Criador, um anseio por Ele e considera isso a coisa mais importante. Estar consciente da alegria cria o Kli para receber a revelação do Criador e alcançar a adesão.

A nação de Israel é atemporal, mas o Estado só existe se os judeus se envolverem em unidade. Assim, ao longo de 3.500 anos, nós existimos como Estado por 75 e 66 anos. Agora nós existimos na condição de que nos criemos como nação e Estado. Se formos bem-sucedidos, continuaremos, e se não formos, nos separaremos mais uma vez …

Cada nação tem suas tradições, mas a nação das tradições de #Israel corresponde a 125 graus espirituais, que as almas quebradas precisam atravessar quando se reúnem para alcançar o objetivo da criação – a correção total.
Portanto, estas não são tradições do passado, mas sinais da #futura correção.

Os judeus como nação estão desunidos. Apenas o ódio das nações os mantém unidos, como nozes em um saco. Da mesma forma, os não-judeus que desejam criar um grupo para revelar o Criador, unindo seus pontos no coração e estudando Cabalá – revelam rejeição recíproca, egoísmo, como fazem os judeus.

“Judeu” deriva da palavra “laavor” – uma passagem da existência egoísta para a sensação altruísta do Criador, a força governante superior que se pode empregar. Qualquer um pode, quem tiver tal desejo. Os outros esperam ser elevados para esta condição.
É por isso que, inconscientemente, eles sentem sua dependência dos #Judeus.
#Antissemitismo

O #antissemitismo é impossível de corrigir! Mas se você corrigir os #judeus, torná-los judeus autênticos, que aspiram pelo “Ame seu próximo”, o antissemitismo deixará de existir e os próprios antissemitas se transformarão em judeus. Afinal, um verdadeiro judeu não é uma nacionalidade, mas alguém que incita o amor pelos outros!

Fora do caminho espiritual, os #judeus são piores que os outros, porque a quebra e o mal se manifestam em maior medida. É por isso que eles têm sucesso em nosso mundo egoísta. No entanto, ao realizar esforços para se unir que atraem a luz superior, eles se tornam melhores que os outros: a luz para as nações.

O nível chamado Homem (Adão) requer conexão com os outros, ao contrário do nível animal, onde um mais avançado se sente mais isolado. No nível animal, a separação parece adquirir independência, enquanto no nível de Adão é a anulação de si mesmo e permitir que os outros dependam de você que produzem independência!

O orientalista Dr. Guy Bechor acusou #democratas americanos liberais do crescente antissemitismo nos Estados Unidos. Eles inspiram provocações contra Trump e Israel. E apesar de seu ódio por #Israel, eles fugirão do ódio que criaram.
Eu concordo completamente com o Dr. Behor!

Todas as nações têm que abraçar a unidade e o amor ao próximo como base da sociedade. E isso é o que é chamado de religião verdadeira. Mas, além disso, toda nação pode praticar seus próprios costumes, e ninguém tem o direito de impedir que isso aconteça. (Baal HaSulam, A Última Geração)

Do Twitter, 12/05/19

Comente