Memorial Day E Dia Da Independência

laitman_294.3Por que o Memorial Day (Dia em Memória) acontece imediatamente antes do Dia da Independência [em Israel]? Tudo deriva das raízes superiores e, no trabalho espiritual, é impossível chegar à conexão, à boa força espiritual, sem elevar-se acima da força do mal, superando problemas, dificuldades e o peso do coração. A vantagem da luz é alcançada apenas sobre a escuridão. Se quisermos nos aproximar da verdade, devemos estar prontos para a revelação da escuridão, então: “e já era noite”, era noite e depois disso: “e era manhã, um dia”.

Anoitecer, noite, escuridão, com todos os seus atributos inerentes são parte integrante do dia. É por isso que o Memorial Day vem tradicionalmente antes do Dia da Independência de Israel. O Dia da Independência simboliza a vinda da luz e uma grande correção. Antes disso, devemos descobrir que estamos na escuridão, no meio do mal e da guerra, e devemos lutar e vencer esta guerra para chegar ao Dia da Independência.

“O amor cobre todas as transgressões”. Já que nós, os seres criados, alcançamos tudo apenas a partir de contrastes, antes do Dia da Independência deve haver o Memorial Day. Tudo o que passamos foi intencionalmente enviado para nós de cima e todo o sofrimento tem seu objetivo e explicação; portanto, temos que nos relacionar com isso como algo necessário.

No entanto, se através de nossa conexão nós descobrimos essa necessidade de uma maneira positiva, não temos mesmo que sofrer pela escuridão, problemas e desgraças. Se estamos preparados para a escuridão, nós apressamos e podemos passar por ela como uma parte necessária do nosso desenvolvimento, de modo que a anoitecer e a manhã sejam como um dia, ou seja, a noite e a escuridão serão incluídas no dia, na Luz.

Os Cabalistas entendem que tudo o que acontece é parte do processo de desenvolvimento, então eles o justificam como enviado pela força superior única que nos traz bem em todos os estados. Se tentarmos, descobriremos que só existe o bem e não existe mal. O anjo da morte se transformará em um anjo santo. Com a preparação correta, podemos passar por todas as dificuldades com a compreensão e concordar com eles, porque, na escuridão e na Luz, descobriremos a boa atitude do Criador em relação a nós.

Não há dias de luto e estados de tristeza porque tudo se conecta no fim da correção: toda escuridão, problemas e desgraças, juntamente com a Luz que se abre acima deles, na unidade geral e no amor.

Se, mesmo antes dos problemas e dificuldades serem revelados, nós mesmos procurarmos as deficiências e os desejos quebrados como ferramentas necessárias para a revelação do Criador, a fim de trazer-Lhe contentamento, nos regozijaremos com o malvado sendo revelado. Afinal de contas, os malvados ocultos definitivamente existem como resultado da completa quebra; portanto, nos regozijamos com todas as deficiências reveladas e lamentamos que não tenhamos revelado todas elas.

Se revelarmos o mal à luz do dia, “a escuridão brilha como a luz”. Isso significa que não há escuridão e tudo depende da minha atitude. Se eu revelar um desentendimento entre um amigo e eu a fim de eliminar esse desacordo conectando-me acima dele e cobrindo-o com amor, eu me regozijo com a revelação das deficiências, não menos do que com a sua correção. Todo o trabalho depende da preparação correta no grupo.1

O Memorial Day é um dia triste. No entanto, da amarga experiência passada, devemos entender que podemos nos preparar para a revelação do mal, para que não possamos ver o mal! O mal será revelado apenas no nível interno como falta de conexão, não como mal neste mundo, guerra e ódio dos inimigos. Como está escrito, “olhou para ele e transformou-o em uma pilha de ossos”.2

Devemos entender que nossos inimigos têm poder e podem nos causar muitos problemas. De fato, o Criador trabalha através deles, nos empurrando para a correção. Teremos que encontrar uma maneira de se corrigir, e isso é apenas em nossa conexão interna com o povo de Israel através do qual a Luz fluirá para o mundo.

Vamos tentar, vamos organizar uma “trégua” dentro do Estado de Israel por um mês: não brigaremos um com o outro; não nos odiaremos; em vez disso, tentaremos nos aproximar uns dos outros. O amor de Israel nos protegerá dos inimigos. Vamos tentar permitir que esse amor reine entre nós, relembrando o que nossas mães costumavam nos dizer: “Sejam bons filhos, parem de brigar, sejam amigos!”

Vamos ver o que acontece depois de um mês desta experiência. Então será mais fácil para nós continuarmos porque o hábito se tornará a segunda natureza. Vamos tentar e ver como a atitude do mundo em relação a Israel mudará, como nossas ações aumentarão no mercado de ações, o exército se fortalecerá, nossos filhos se tornarão melhores, o número de acidentes nas estradas e o número de divórcios diminuirão – tudo começará a melhorar. Vamos declarar um mês de unidade e depois checar as estatísticas: o que acontece com o povo de Israel quando eles não estão em conflito interno.3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 07/05/19, Memorial Day e Dia da Independência
1 Minuto 0:20
2 Minuto 16:15
3 Minuto 1:54:20

Comente