Meus Pensamentos No Twitter 16/04/19

Dr Michael Laitman Twitter

Aqueles que buscam a verdade, com todo esforço em direção ao Criador (doação, união, amor), sentem-se contrários a essas qualidades, que de modo algum possuem? E é assim até que fique claro para eles que somente uma oração – um pedido ao Criador – mudará sua natureza.

#Pessach, da palavra “Pa-sah” (transição, saída) – “passar por cima de alguma coisa”. Passamos por cima do nosso egoísmo, superamos o Faraó.
É impossível se dar bem com ele – é a nossa principal força do ego, uma pessoa só podemos. À noite, no escuro, quando um pequeno raio de luz nos mostra o caminho.

Nossa mente descreve o que está acontecendo dentro dela, na forma de imagens do mundo supostamente visíveis diante de nós. Mas estes não são eventos externos, terrestres, mas nossos pensamentos internos. Na verdade, nós nos vemos desde dentro.
Nossas qualidades atuam no teatro dentro de nós, mas vemos como se elas estivessem diante de nós como o mundo.

Egípcios, nosso egoísmo, o credo de cuidar só de nós mesmos, da vida eterna. Então, hoje, tendo ouvido falar de doação e amor aos outros, repelimos esta oportunidade e nem mesmo queremos ouvir sobre isso, porque é contra o senso comum, o raciocínio egoísta.

O exílio espiritual significa estar completamente sob o poder do #egoísmo, sem oportunidade de sair dele para a propriedade de doação, mas apenas para permanecer na recepção apenas para si mesmo. Assim, o período de deixar este estado é necessário
– #Pessach, separação do egoísmo e transição para o desejo de doar.

O exílio no egoísmo é sentido após tentativas de unidade no grupo, como os filhos de Jacó e sua descida ao Egito. Enquanto o êxodo do Egito acontece através da unidade parcial no grupo, e completa unidade depois de receber a Torá.

A correção está em elevar-se acima do #mal.
O mal permanece, é necessário para construir a doação acima dele. Para mostrar que temos como objetivo a doação, a fé, não pela vitória sobre o mal, mas pelo desejo de se aderir ao Criador através de qualidades semelhantes.
#Pessach #Cabalá #EGO

O egoísmo fornece uma base sobre a qual construímos a doação. Se não há egoísmo, a doação cai e tudo entra no egoísmo. Assim, ele cresce e domina o homem.
Mas o homem deve se elevar ainda mais na doação.
Somente depois do crescimento completo do egoísmo, o homem recebe a completa qualidade de doação, a fé.

O homem resiste ao egoísmo, mas cai nele repetidamente. A partir dessas ações, o egoísmo é gradualmente preenchido até um nível específico para cada pessoa, onde tudo que foi acumulado é devolvido à pessoa na forma da força de doação, fé.
Daí o egoísmo é chamado de “o ajudante inverso”.

A correção está em ascender acima do mal.
O mal permanece, é necessário para construir a doação acima dele. Para mostrar que não é em prol da vitória sobre o mal que estamos nos movendo em direção à doação e à fé, mas sim para alcançar a adesão com o Criador – através da equivalência de forma.

Até o sentimento absoluto de exílio no egoísmo, ninguém pode ser digno de se libertar, quando o próprio Criador nos liberta.
É como subir uma escada: o pé esquerdo sobe junto com o lado esquerdo (recepção, ego), depois o direito (doação).
E assim até a plena manifestação da força do lado direito.

Se não desejamos a qualidade de doação, caímos. Isso acontece muitas vezes até percebermos que devemos alcançar a qualidade de doação (fé).
Durante a preparação para entrar no mundo espiritual (a qualidade de doação), nosso trabalho está em negar quaisquer causas de nossos estados além do Criador. É deles que o Criador é revelado.

Somente no processo de lutar contra o egoísmo você alcança que é um mau governante do qual você deve primeiro se afastar, depois se livrar dele, e então – acima dele, contra ele, adquirir o desejo de doar.

Do Twitter, 16/04/19

Comente