Congressos: Um Grande Salto

laitman_294.2Todo o sistema da alma comum, Adam HaRishon, a criação criada pelo Criador, já existe. Somente em relação a nós parece que ele está quebrado e sofrendo sem Luz, harmonia e direção. A quebra só funciona em relação a nós, para que possamos sentir o que perdemos e o que nos falta para alcançar o estado perfeito. Desta forma, começamos a entender, sentir e estudar o sistema de criação, e conseguimos governá-lo.

É como se comprássemos um conjunto de Lego para uma criança, abríssemos a caixa, víssemos uma pilha de peças diferentes nela e disséssemos: “Vamos construir uma casa”. A criança começa a pensar em como conectar as peças. Da mesma forma, o Criador criou um quebra-cabeça ou “Lego da criação” para nós.

Nós existimos em um sistema perfeito no qual nunca houve qualquer deficiência, e a ocultação foi feita somente em relação a nós. Precisamos compensar essa ocultação construindo a nós mesmos. Este é um jogo interessante, como se estivesse em um computador. Na medida em que compreendemos o que o sistema deveria ser, podemos ver como outra parte do sistema, corretamente conectada com o restante, se revela neste computador.

Parece-nos que estamos construindo este sistema, mas, na realidade, só revelamos que ele já existe. Tudo o que precisamos é nos unirmos ao lugar que o Criador nos levou, a dezena, nos incluirmos nela, para que possamos entender nosso lugar no sistema comum.

Três dias de Congresso nos aguardam, durante os quais poderemos dar um grande salto no caminho. Nós preparamos muito e alcançamos um sucesso significativo na conexão, que agora podemos desenvolver ainda mais. Qualquer um que “atravessou o deserto”, isto é, participou do congresso do deserto em Israel e esteve conosco ao redor do mundo, pode agora dar um enorme salto à frente, precisamente devido à sua conexão no Congresso com o público israelense externo através de seus AHP de Rosh.

A alma comum é dividida na parte superior, o Rosh (cabeça), GE e AHP, e o Guf (corpo), GE e AHP. GE do Rosh é o povo que participa do congresso no deserto. AHP do Rosh são os convidados que foram convidados para o grande congresso em Tel Aviv. No entanto, este AHP ainda pertence ao Rosh do Partzuf espiritual. O Guf são as pessoas que se juntam a nós devido à disseminação externa na Internet e nos jornais.1

O sentido da vida só pode ser entendido a partir da ciência da Cabalá. Temos que passar por muitos golpes e decepções até percebermos que nossa vida definitivamente vai acabar e que não temos chance de ter sucesso nisso. Todos morrerão, como qualquer animal vão se decompor no solo e nada restará como todos os que viveram antes de nós.

A única maneira de permanecer vivo é trazer sua parte interna para o mundo espiritual, desenvolver seu ponto no coração, pelo menos na forma mínima: incluí-lo no grupo, a várias outras pessoas como eu. Então eu terei o direito de existir.

Nenhuma partícula de criação pode existir a menos que se junte a outras partículas e troque energia com elas. Essa é toda a diferença entre a poeira decomposta e a matéria viva: elas são distinguidas apenas pela presença de uma conexão interna entre as partes.

Portanto, devemos nos conectar uns com os outros de tal maneira que a vida espiritual apareça entre nós e, para esse propósito, precisamos trabalhar na dezena, em conexão e em congressos.

Esta é uma lei da natureza; não podemos ir contra isso. Ou cumprimos a lei da vida ou não – a escolha é nossa.2

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 18/02/19, “Bnei Baruch como um Estado de Transição”
1 Minuto 1:22
2 Minuto 1:29:10

Comente