Como Um Míssil Escapando Da Gravidade Da Terra

laitman_963.1Na sabedoria da Cabalá, estudamos as ações da Luz superior sobre o nosso desejo de receber, na medida em que estamos prontos para tais mudanças. Não há coerção na espiritualidade. Uma pessoa deve submeter-se a todas as mudanças com completo entendimento, sentimento, concordância e subjugação, de acordo com seu próprio desejo. As mudanças dentro dela não podem ocorrer automaticamente, sem sua participação, impressão e reação. Ela deve fazer esforços para isso. Portanto, mudanças sérias ocorrem gradualmente e exigem muita preparação.

Em essência, aprendemos como ajudar a Luz Superior a implementar o programa da criação em nós, como cumprir a parte do processo que depende de nós. Este é todo o propósito do estudo e da nossa existência.1

Como é possível para o desejo egoísta subjugar-se diante do Criador e até mesmo se anular? A Luz superior influencia o desejo de recebê-la e o muda de modo que ele começa a sentir prazer em subjugar-se diante da Luz. Qualquer mudança no desejo só é possível por causa da Luz que retorna à fonte.

O desejo ainda quer desfrutar, mas o tipo de prazer muda. Antes, ele estava desfrutando a recepção, e agora, desfruta do fato de que não recebe. O prazer anterior era de uma realização simples e natural. Agora este prazer é de uma realização diferente, do sentimento de sua rendição diante do Criador.

O desejo ainda não sente o Criador, mas já sente que está se subjugando diante Dele, diante de algum tipo de qualidade superior. A própria ação de subjugação lhe dá satisfação, prazer, calma e alegria em seu estado. Esta é a influência da Luz superior no desejo. Isso acontece mesmo antes da entrada no mundo espiritual (antes do Machsom), antes de adquirir a qualidade de doação.

Antes dessa subjugação, uma pessoa geralmente experimenta estados opostos: raiva, irritação e raiva. Ela está com raiva de ser forçada a se render. O egoísmo está tentando escapar de sua cela por todos os meios. Este é um período inteiro no final do qual de repente vem a calma e a pessoa sente como é maravilhoso se render.

A pessoa experimenta esses dois estados polares de uma maneira muito forte e emocional: uma grande raiva e, de repente, uma completa calma. Ela entende que a subjugação é a melhor coisa. Esta é a primeira correção que mais tarde acompanha a pessoa em todo o caminho.

Se a pessoa é capaz de resistir a um longo período de frustração, irritação, dor por inveja e ânsias ardentes que a queimam por dentro e torcem sua alma, então, em algum instante, ela repentinamente sai como se estivesse respirando ar fresco.

É como um míssil que, com enormes esforços, supera a atração gravitacional da Terra e, de repente, sai para o espaço sideral, onde tudo é quieto, calmo e completamente sem peso.2

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 03/07/19, Escritos do Baal HaSulam, Introdução ao Estudo das Dez Sefirot, item 74
1 Minuto 0:20
2 Minuto 23:20; 48:42

Comente