Doar Contentamento Ao Criador

laitman_962.1Quando sentimos todo tipo de pensamentos, problemas e perturbações, devemos verificar imediatamente o quanto eles nos ajudam a determinar que “Não há outro além Dele”. A perturbação e a situação em si não são importantes; o importante é o quanto isso me afasta do princípio “Não há outro além Dele” e como, através do trabalho apropriado com ele, posso voltar a esse princípio e declarar que existe apenas uma força.

Isto é, precisamos ver toda a nossa vida somente através de um parâmetro: como isso nos conecta à singularidade do Criador, ou como podemos superar a perturbação e, através dela, nos direcionar para o “Não há outro além Dele”. Então, perceberemos toda a nossa vida como um convite para revelar a força única do Criador em todas as suas formas.

Não prestaremos atenção às impressões em nossa mente e sentimentos, aos problemas que recebemos; pelo contrário, nos elevamos acima deles pela fé acima da razão e atribuímos tudo apenas ao Criador, que envia tudo isso apenas para nos ajudar a aderir a Ele acima de cada perturbação. Com isso, justificamos o Criador, justificamos a criação e nos elevamos ao grau de Tzadik (justo).1

A força única do Criador pode ser encontrada apenas no centro da dezena. Isso significa que estou no sistema da alma única e quero me conectar à sua verdadeira fonte e não às minhas fantasias. Se eu imaginar o Criador fora da dezena, será uma ilusão. Eu não vou entender o que está acontecendo comigo.

Quando me agarro ao centro da dezena, é óbvio para mim que qualquer incidente e problema é causado pelo fato de que caí fora do grupo. Não há motivo para problemas além de perder a atenção e deixar o centro da dezena. Eu imediatamente descubro algum tipo de problema que tem a intenção de me devolver ao centro da dezena.

Eu me imagino como parte do sistema da alma comum, e somente dentro dele posso me encontrar e me relacionar com o Criador. Só assim posso me conectar ao Criador porque não tenho possibilidade de me apegar diretamente à fonte da Luz.

Tudo o que acontece comigo é resultado da minha existência no centro da dezena. Afastando-me deste centro, imediatamente sinto vários problemas. Esta é uma indicação de que preciso voltar ao centro da dezena, para “Não há outro além do Criador”, ao ponto da alma comum estar em adesão com a Luz. Esta é minha alma e minha Luz, e toda vez que me estabeleço para o trabalho real com os amigos.

Se estou sozinho, separado da dezena, acho que tudo é enviado pelo Criador, isso é como todo mundo, que também pode dizer isso. Qualquer pessoa no mundo concorda que tudo vem da força superior. Mas o que vem depois? Como podemos influenciar isso? Podemos filosofar sobre isso, mas onde estão as ferramentas para o meu trabalho? Como posso garantir um bom humor e um bom futuro para mim mesmo, de que maneira posso me salvar e ajudar os outros? Tudo isso só é possível através da dezena.2

Tudo o que acontece na vida corpórea e espiritual, na família e no trabalho, deve ser percebido como uma ajuda que me leva de volta ao centro da dezena, ao ponto de contato e adesão à força superior: “Israel, a Torá e o Criador são um”. Então eu existirei nesta adesão 24 horas por dia. 3

O Criador é a força que é revelada no centro da dezena ideal, onde todos se conectam “como um homem com um coração”. Todos nós existimos igualmente e nos anulamos uns aos outros, vendo nossos amigos como os maiores. Desta forma, construímos a imagem do Criador. Se nos conectarmos corretamente todos os nossos desejos, montarmos todo esse quebra-cabeça, então a forma, a imagem que se abrirá para nós, será o Criador. O Criador (Boreh) é a forma da nossa conexão correta, “Venha e veja” (Bo-Reh). Não há mais nada além disso porque não alcançamos a Luz em si.

Se fizermos os esforços corretos, nos uniremos na forma chamada “o Criador”, alcançando-O dentro de nós mesmos. Portanto, não há outro lugar para procurar pelo Criador, exceto no centro da dezena, como está escrito: “Eu habito entre o Meu próprio povo”. O centro da dezena é este ponto, onde há equilíbrio, igualdade e unidade entre nós. Esta fórmula de nossa conexão comum, igualdade e apoio mútuo determina a imagem do Criador, a conexão ideal para nós.

No momento em que alcançamos tal revelação, imediatamente a perdemos novamente, a fim de trabalhar novamente e revelá-la em maior grau, com maior resolução. 4

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 28/01/19, “Doar Contentamento ao Criador” (Preparação para a Convenção em Arava 2019)

1 Minuto 14:40
2 Minuto 29:15
3 Minuto 33:25
4 Minuto 59:44

Comente