Textos arquivados em ''

Meus Pensamentos No Twitter 07/01/19

Dr Michael Laitman TwitterExercício: Todo mundo anula a si mesmo, ao seu amor-próprio diante do grupo, a dezena – até que se sinta como um único organismo, sinta que ama os amigos, e então – que ama o Criador.

Exercício: Um membro do grupo deve se ver no grupo como um grão plantado no solo. E nos esforçamos para nos dissolver no grupo, como um grão se decompõe no solo – para crescer em uma nova capacidade.

Exercício: Imagine que, com cada esforço de nos anularmos e nos conectarmos ao grupo, tijolo a tijolo, construímos o Templo como consequência de nossos esforços, da aspiração coletiva acima de nós ao Criador, até que “E Eu habitarei entre vós” se manifeste em nosso Templo.

Exercício: Estar em grupo na busca e pedido para alcançar a unidade, quando todos se dissolvem nos amigos; e juntos, como um, para visar ao Criador, que está esperando por eles.

É importante se preparar para a lição. Do despertar até chegar à sala de estudos, eu devo pensar constantemente em por que estou fazendo tudo isso.
Essa é a única maneira de começar a lição com a intenção correta e começar a avançar em direção a uma maior união entre os amigos, e isso significa
– em direção ao Criador.

Estudar significa checar, junto com amigos, o quanto estou conectado a eles. Se eu avancei, a princípio me sinto rejeitado pelos amigos e pelo estudo. Assim, uma oportunidade de correção, convergência, é revelada para mim. Ou vice-versa, eu aspiro apaixonadamente a uma maior unidade.

Na aspiração ou rejeição do grupo, eu preciso da Torá, a luz que me retorna ao Criador, que me conectará aos outros. Dentro da unidade, a qualidade de doação é revelada para revelar o Criador nela. O estudo é um meio auxiliar; o principal é a conexão entre nós.

Os artigos ajudam a pessoa a se organizar adequadamente, enquanto o TES [Talmud Eser HaSefirot – O Estudo das Dez Sefirot] atrai a luz que reforma. No entanto, o seu estudo implica um risco: estudar por conhecimento em vez da Torá, correção. É importante que o conhecimento venha de atos de união, doação. É preciso estudar apenas em prol de doar.

As pessoas fariam qualquer coisa para revelar o mundo superior.
Mas a Cabalá ensina que a revelação do superior só é possível ao atrair a luz da correção, chamada Torá, OM [Ohr Makif – luz circundante]. Chama-se estudo em nossa unidade. Somente a unidade e o estudo com intenção de correção são ações espirituais!

Do Twitter, 07/01/19

A Quem Nos Referimos Com O Termo “Cabalista”?

Laitman_632.3Pergunta: A quem queremos nos referir quando dizemos “Cabalista”?

Resposta: À alma. Se uma pessoa, enquanto corrige seus desejos egoístas, criou a partir deles uma semelhança com o Criador, então esse estado de desejo é chamado de “a alma”. Mais precisamente, a alma é chamada de parte dos desejos que se tornaram similares aos do Criador. O termo “Cabalista” significa a pessoa que tem tal desejo.

Desejo, primeira restrição, tela, luz refletida, acoplamento por golpe, recepção em prol da doação – este é o Partzuf, a alma.

Da Lição de Cabalá em Russo, 19/08/18

Tempo De Alegria

laitman_938.03Rabash, “A Agenda da Assembleia – 1”, Artigo No. 17, Parte 2, 1984: Assim, depois de todos os cálculos, chega a hora da alegria e do amor dos amigos. Nesse momento, todos deveriam se sentir felizes, como se tivessem acabado de selar um bom negócio que lhes renderia muito dinheiro. E é costume que em tal momento ele dê bebidas aos amigos.

Se uma pessoa investiu sinceramente no trabalho espiritual, terá absoluta satisfação de que tudo terminou bem. Quando você espera condições especiais, isso significa que você não está nem na doação, nem na oração, mas apenas no seu egoísmo.

Pergunta: Como eu devo me sentir quando saio da reunião de amigos?

Resposta: Como se você permanecesse pelo menos no mesmo nível e agora avança. Os amigos lhe deram uma elevação e você recebeu força para avançar mais.

Porque agora ele está feliz, deseja que seus amigos também se sintam bem. Portanto, a dispersão da assembleia deve ser em um estado de alegria e exaltação.

A alegria é um sinal de que a reunião de amigos foi correta. Você está contente que desta forma realizou certa ação espiritual, um trabalho prático.

Por mais que uma pessoa possa se manter em estado de excitação, isso é progresso.

De KabTV “A Última Geração”, 13/06/18

Nova Vida # 1069 – Carisma Espiritual

Nova Vida # 1069 – Carisma Espiritual
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

O carisma espiritual é demonstrado quando eu me torno um zero para beneficiar os outros e o Criador. Quanto maior uma pessoa é, mais ela anula seu carisma egoísta e serve aos outros. A sabedoria da Cabalá ensina a pessoa a usar o poder do ego como a linha esquerda e a construir o eu espiritual acima dela. Uma pessoa verdadeiramente carismática evoca sentimentos de plenitude, transcendência, orgulho, importância e confiança nos outros. Esse tipo de pessoa pode ser encontrado em qualquer lugar, em qualquer situação, sem limite. Na sociedade futura, cada pessoa se realizará pelo bem dos outros, dando ao Criador um lugar para ser revelado.

De KabTV “Nova Vida # 1069 – Carisma Espiritual”, 20/11/18