Reeducação Nos Tempos Antigos

Laitman_001.02Pergunta: Durante a época dos Cabalistas, onde ocorria a reeducação de uma pessoa que cometeu uma ofensa? Na prisão?

Resposta: De acordo com a sabedoria da Cabalá e da Torá, não havia prisões. Baseado no sistema superior de governança, é proibido privar uma pessoa de liberdade quando cada um de nós é simplesmente controlado!

Se você abrir o livro da Torá, verá que a única prisão que existiu pertenceu ao Faraó. As pessoas eram jogadas nela e permaneceram lá pelo tempo que o Faraó desejasse.

No entanto, a Cabalá diz que existe um Senhor para todos nós e todos são completamente iguais perante Ele, tanto o Faraó quanto os meros mortais. Portanto, é impossível que uma pessoa julgue outra.

Isto é, os juízes, que antigamente estavam entre o povo, atribuíam a todos as correções espirituais que eles precisavam fazer porque as pessoas cometiam erros porque não entendiam isso.

Pergunta: Naquela época, havia cidades de refúgio para os infratores?

Resposta: As cidades de refúgio são algo diferente. Se uma pessoa cometesse tal crime que precisasse ser isolada da sociedade até que expiasse seu delito, ela seria enviada para a cidade de refúgio onde vivia e trabalhava. Ela era libertada de lá depois de seis anos.

Além disso, de acordo com a Torá, há um mandamento para pagar todas as dívidas no sétimo ano. No quinquagésimo ano, tudo é cancelado e volta para o proprietário anterior, por exemplo: terra, casa, etc.

Isto é, tudo é organizado para que a pessoa não se sinta apegada a algo em sua vida ou obrigada a alguém. Isso criaria uma camada psicológica para ela de que tudo é temporário, tudo está suspenso no ar, não há nada absoluto: a terra não é minha, a casa não é minha. Não há apego à corporeidade. Tudo depende apenas do modo como ela, a cada momento, estabelece isso entre si e a força superior.

Da Lição de Cabalá em Russo, 19/08/18

Comente