“O Brexit Pode Nunca Acontecer” (Medium)

O Medium publicou meu novo artigo: “O Brexit Pode Nunca Acontecer”.

Chegou a hora de um tipo diferente de conexão que não é baseada no egoísmo, sobre o qual o sistema atual é construído.

Graças à recente Cúpula de Bruxelas, existe agora um acordo sobre a retirada do Reino Unido da União Europeia, mas duvido que isso realmente aconteça. Levou 20 anos para conectar todos esses países em uma única entidade, e acredito que serão necessários pelo menos mais 20 para desmontá-la.

A Europa está começando a se desintegrar. Foram-se os dias quando a Europa costumava pensar na unificação e era atraída pela ideia de unificação. Todos os países da UE queriam fazer parte da nova entidade e pagaram caro pela perda de sua independência.

Hoje, as tendências nacionalistas estão novamente em ascensão. Por exemplo, os dois principais centros da UE, Alemanha e França, estão passando por momentos muito difíceis e é apenas o começo. Eles têm medo de perder sua identidade e estabilidade. Em comparação com países como a China, a Índia e a Ásia em geral, eles não são mais o centro do mundo. Se até recentemente eles eram os centros culturais e educacionais do mundo, eles recentemente se encheram de migrantes e estão ocupados lidando com eles, e não podem mais mostrar ao mundo que são verdadeiramente um centro cultural.

É uma situação complicada. Se perdermos a cultura e a educação da Europa, não temos a menor ideia do rumo que o mundo seguirá. No entanto, ainda não conseguimos compreender como o mundo perde sua estabilidade devido à perda da Europa como base da cultura ocidental e da educação humana. Ele se desenvolveu nos últimos 2.000 anos no pano de fundo de Roma, Grécia, Judaísmo e Cristianismo. Basicamente, não estamos atentos para o fato de que os elementos centrais da humanidade estão sendo substituídos e, como resultado, a sociedade e a cultura ocidentais estão em declínio.

A humanidade tem um fundamento interior e transcendental. Não é tão aparente, mas esta base interna é parte do nosso DNA. Assim como herdamos os genes dos nossos pais, herdamos a cultura, a educação, a ciência e o acesso ao modo de vida europeu. América, América do Sul, Ásia, Índia, China e todo o desenvolvimento colonialista emergiram de tal abordagem, e não conseguimos imaginar um mundo que perde o elemento europeu. Seria um mundo completamente diferente daquele que hoje conhecemos, um que seria mudado para sempre.

A influência da Europa no mundo sempre foi extremamente importante. Ela andou de mãos dadas com o poder econômico dos EUA e influenciou a Índia e a China. Agora que essas relações estão desaparecendo, é difícil dizer o que o futuro reserva.

Eu não consigo nem encontrar as palavras para expressar o quão fortemente me sinto sobre esse assunto. A Europa como a infraestrutura cultural e educacional do mundo estava se desenvolvendo há 2.000 anos. Até a estrutura de nossos governos vem da abordagem europeia. Todas essas coisas estão perdendo sua fundação.

Assim como o divórcio é um processo difícil, agora será extremamente difícil para a Inglaterra se livrar. Chegou a hora de um tipo diferente de conexão que não é baseada no egoísmo, sobre o qual o sistema atual é construído. O fim da União Europeia, na verdade, marca o fim do mundo que reinou por milhares de anos, demonstrando claramente que não estamos caminhando para uma direção sustentável. O fundamento egoísta não nos deixa conectar de uma maneira positiva e está nos levando de um desastre para outro.

A única esperança da Europa neste ponto é embarcar em um novo caminho, implementando uma nova forma de educação, que enfatize como se conectar, colaborar e cooperar acima da base egoísta. Se não conseguirmos nos conectar acima de nossas divisões egoístas, simplesmente sentaremos e deixaremos que as forças egoístas destruam tudo de positivo sobre a Europa. Não haverá mais como voltar a como as coisas eram.

A aproximação da crise econômica irá acelerar este processo e realmente abalar a Europa. Assim que a estabilidade econômica acabar e as pessoas não tiverem comida para comer, as falhas da sociedade se tornarão claramente visíveis. Por um lado, temos uma abundância de mercadorias e alimentos excedentes e, por outro lado, ninguém quer dar nada a ninguém. Qual é a lição a ser aprendida com essa união mal sucedida? É que estamos nos mudando para um novo mundo.

Em que se baseou realmente a União Europeia? Por que todos esses países decidiram se conectar apesar das guerras e do profundo ódio? É porque eles estavam com medo. A França estava com medo da Alemanha. A Alemanha estava com medo de todos os outros que estavam pressionando-os. Eles queriam se unir por razões egoístas e é por isso que isso falhou de forma tão espetacular. O caso Brexit pode se arrastar indefinidamente, mas uma coisa é certa, a Europa nunca mais será a mesma.

Comente