Meu Futuro Depende Do Meu Amigo

laitman_934Rabash, “Sobre a Importância dos Amigos”: Segue-se que na questão do amor dos amigos, eles se ajudam, o que significa que é suficiente para cada um considerar seu amigo como sendo do mesmo grau que o seu. Mas como todos devem aprender com seus amigos, há a questão de Rav e discípulo. Por essa razão, ele deve considerar o amigo como maior que ele.

Pergunta: Por um lado, o amigo é como um professor para mim; eu sou pequeno comparado a ele. Por outro lado, pareço ser seu professor. Como esses graus se alternam?

Resposta: Eles trabalham simultaneamente, como uma mãe com um bebê. Por um lado, o filho é mais importante para ela, e por outro lado, ela cuida dele o tempo todo e ele parece estar em seu poder. Segue-se que ele comanda ela, e ela, cuidando dele, como se o comandasse.

Se o meu futuro depende de um amigo, ele é o mais importante para mim. Se tudo que eu posso fazer na espiritualidade só é possível através dele, isso significa que sou obrigado a não receber dele, mas dar a ele. Nossa interação deve ser totalmente aberta e completa. Então chegamos a um terceiro estado, quando os dois relacionamentos abertos um com o outro se tornam um único.

Pergunta: Acontece que nos tornamos iguais?

Resposta: Somos tão equivalentes em relação ao nosso objetivo que nosso “nós” desaparece, e um campo comum aparece, uma vida comum, um espaço comum no qual o Criador é revelado.

Pergunta: Onde está a fé acima da razão aqui?

Resposta: A fé acima da razão só aparece quando a Luz desce e nos dá força e começamos a sentir a necessidade de doar. Essa necessidade de isolar-se de si mesmo, doar, irradiar é a realização da fé acima da razão.

De KabtTV “A Última Geração”, 30/05/18

Comente