“Chanucá Ilumina Universalmente Nossas Vidas” (Newsmax)

O maior portal da Newsmax publicou meu novo artigo “Chanucá Ilumina Universalmente Nossas Vidas

Chanucá não é apenas mais uma semana no calendário judaico. Pode ser usada como uma pausa dedicada à iluminação pessoal, uma semana reservada à transformação da vida. O feriado de Chanucá significa a vitória da luz sobre a escuridão, da unidade sobre a divisão. De fato, tal vitória requer não menos do que um milagre, mas é uma que está ao nosso alcance. Precisamos apenas saber acender a vela e fazer acontecer.

Através de nossa conexão, nós atacamos a escuridão e acendemos a luz em nossas vidas. Este é o brilho de Chanucá, o feriado da luz. Tal como acontece com um fósforo, um pouco de atrito se transforma em uma chama reluzente.

De todas os feriados (festas), Chanucá e Purim são considerados especiais por muitas razões. Primeiro, a Torá não faz menção a eles. Em segundo lugar, após a conclusão completa das correções da humanidade, é dito que todos os feriados serão cancelados, exceto estes dois. De acordo com a sabedoria da Cabalá, Chanucá e Purim são da maior importância, porque ambos estão diretamente conectados à reconstrução do Templo, que simboliza o lugar onde o Criador e a criação se ligam.

A ruína do Templo representa uma quebra desse vínculo entre nós. Reconstruir esse vínculo significa alcançar toda a abundância e bondade de nossa existência. Esta é a missão dos Cabalistas.

Como um homem sedento tentando tirar água com um balde furado, que deve primeiro fixar o recipiente antes que possa enchê-lo e beber, a pessoa que se sente separada da espiritualidade deve primeiro consertar o vínculo com o Criador antes de poder receber a iluminação oferecida.

Para viver uma vida com propósito, precisamos ascender através de um ciclo de desenvolvimento espiritual chamado “um ano”. Em cada ciclo ascendente, enfrentamos os mesmos desejos encontrados anteriormente, mas em graus cada vez mais altos a cada vez. Enquanto fazemos isso, encontramos marcos recorrentes de mudanças internas, discernimentos e situações que visam elevar-se ao próximo grau espiritual, a correção da alma. Os Cabalistas chamam esses graus de “feriados” e “Shabats” (sábados).

Os feriados e o sábado em nosso mundo foram determinados pelos Cabalistas para fornecer uma estrutura de comportamentos de acordo com nosso trabalho no mundo espiritual interior. Essa é a razão pela qual celebramos os feriados todos os anos e no Shabat (sábado) a cada semana.

Parada em um Caminho Iluminado

A palavra Chanucá, do hebraico “Hanu-Koh”, ou “pare aqui”, representa o primeiro estágio do desenvolvimento espiritual, o processo de corrigir o desejo de desfrutar para si mesmo e de invertê-lo em um desejo de doação aos outros, um estado que nos liberta das trevas. A escuridão se manifesta como separação, conflitos, argumentos, competitividade implacável e o desejo de explorar e dominar os outros.

Nossa luta interna para superar nossa natureza egoísta é o que chamamos de “A Guerra dos Macabeus contra os Gregos”, ou seja, “Gregos” simbolizando características que anseiam pelo controle sobre nós.

A vitória sobre os gregos é a base do caminho de qualquer pessoa na escada espiritual. Este triunfo nos permite realizar correções que levarão à correção final – Purim – quando alcançamos a infinita generosidade que o Criador preparou para todos.

Quando pudermos nos alegrar com os sucessos uns dos outros, compartilhar nossas preocupações, em conexão mútua, perceberemos o que a natureza tenta nos ensinar: que pertencemos a um único corpo. Se dermos apenas o menor passo nessa direção, veremos milagres no caminho. Vamos ver como uma pequena lâmpada, o menor pote de óleo, acenderá um fogo forte e quente que ilumina a vida de todos.

Qual é o Milagre de Chanucá?

Superar nosso ego – o desejo de desfrutar às custas dos outros – requer elevar-se acima de nossa natureza, e isso é considerado um milagre. Instintivamente, nosso ego governa nossa existência, mesmo que o resultado cause um efeito bumerangue que nos traz sofrimento. Como esse milagre acontece? Toda vez que nos conectamos uns com os outros, a força que é superior a todas as outras forças, obstáculos e condições, é atraída para a ação e os milagres se manifestam diante dos nossos olhos.

Embora um milagre seja um fenômeno sobrenatural, somos capazes de fazê-lo acontecer sempre que escolhemos uma conexão mais próxima acima de todos os tipos de resistência. Hoje, se quisermos nos elevar acima do nosso ego e tentar nos conectar positivamente com os outros, uma força superior completamente nova será revelada dentro de nós, e com sua ajuda, seremos capazes de trazer paz, amor e união ao mundo.

Vamos girar juntos em torno deste objetivo exaltado para inflamar o espírito de unidade, iluminar nossas vidas e irradiar alegria e satisfação para todos.

Feliz Chanucá!

Comente