Amor Na Espiritualidade

laitman_608.02Pergunta: Seremos capazes de substituir palavras como “amor” e “doação” por termos mais práticos?

Resposta: Não, mas vamos começar a entendê-las corretamente. Você não pode substituir essas palavras porque, em termos espirituais, elas expressam a verdade. Em nosso mundo, nós as distorcemos e as usamos de forma totalmente errada.

Se uma loba alimenta seu filhote e cuida dele, considera-se que ela segue seu instinto, não o amor. O amor entre um homem e uma mulher também é instintivo. Não importa que espectro de relacionamentos estamos falando – mãe e filho, homem e mulher – isso é amor instintivo. O verdadeiro amor é chamado de doação, quando você aceita o desejo de outra pessoa e o preenche.

Pergunta: Não seria mais fácil mudar essa palavra do que convencer a humanidade de que não é amor?

Resposta: Eu acho que a humanidade rapidamente se desiludirá com seu vocabulário e começará a corrigi-lo por conta própria. Não há razão para nomear tais palavras que são impulsos, que se relacionam com a autogratificação puramente egoísta.

O fato é que a humanidade nunca escreveu sobre o amor, nem havia essas canções. Elas apareceram na Idade Média, a partir do Renascimento. De antemão, o amor significava nosso relacionamento com o Criador ou alguma relação especial entre pessoas que não eram físicas. Tal compreensão do termo “amor” como temos hoje nunca existiu.

Em termos da “unidade” mundial, essa é uma história diferente. Aqui queremos dizer a unidade entre as pessoas com o propósito de atingir o objetivo mais elevado, de alcançar o sentido da vida.

Da Lição de Cabalá em Russo 05/08/18

Comente