“A Nação De Israel É A Única Nação Sem Raiz Biológica” (The Times Of Israel)

O The Times of Israel publicou meu novo artigo: “A Nação De Israel É A Única Nação Sem Raiz Biológica

A nação de Israel é a única nação no mundo sem raiz biológica.

Ao contrário de outras nações, que surgiram de pais compartilhados e um pequeno grupo, a nação de Israel não tem parentesco biológico. Em vez disso, ela surge da antiga Babilônia, onde Abraão, o Patriarca, conectou pessoas de diferentes nações com base em uma ideia espiritual: a necessidade de amar e unir-se acima de todas as diferenças.

Se as pessoas que compõem a nação de Israel se unirem com base nessa ideia espiritual, elas poderão ser consideradas como uma nação. Da mesma forma, não há base para que elas sejam chamadas de nação se não conseguirem almejar ao amor e à unidade. Especialmente hoje, a nação de Israel não é visivelmente um povo unido. Desde aqueles que querem deixar de se identificar completamente com ser judeu, até aqueles que são contra a existência do Estado de Israel, bem como divisões afiadas nas opiniões de várias facções políticas, religiosas e seculares, eles podem ser comparados a nozes em uma sacola: se houver pressão na bolsa, eles serão forçados a se unir, mas se essa pressão for embora, eles se dispersam em direções diferentes.

Portanto, em nossa realidade atual, a nação de Israel é apenas uma nação em potencial. É um grupo que tem o potencial de se unir com base na ideia espiritual do “ama teu amigo como a ti mesmo” (Levítico 19:18) e ser um exemplo positivo de tal unidade para a humanidade (“luz para as nações” [Isaías 49: 6]). Em outras palavras, o grupo que emergiu na antiga Babilônia, composta de representantes de diferentes nações que tinham o desejo de se unir acima de suas diferenças inatas e alcançar uma forma positiva e completa de unidade, recebeu de Abraão o método de como se unir.

Por quê?

Para que eles passassem o método e exemplo de unidade à humanidade em um momento em que a humanidade precisaria. Hoje é esse momento. Hoje, o ego humano, caracterizado pelo desejo de desfrutar às custas de outras pessoas, cresceu a proporções exageradas. Isso gera crescentes divisões nas sociedades e estimula conflitos entre povos e nações. Portanto, a necessidade de unidade, e um método e exemplo de como se unir acima de toda e qualquer diferença, surge em paralelo com as crescentes rupturas na sociedade humana.

Até que o potencial unificador da nação de Israel se concretize, o antissemitismo surgirá cada vez mais para pressionar o povo judeu a realizar a unidade acima de suas diferenças, e então passar este exemplo à humanidade.

Comente