Dois Opostos Atuando Juntos

laitman_290O caminho espiritual é baseado em opostos: subidas e descidas, as quais são igualmente importantes e levam ao mesmo objetivo. Épocas, estados e seres criados opostos que possuem qualidades inversas, mas que, no entanto, se unem – todo o mundo espiritual é construído sobre dois opostos que agem como um todo. Qualidades inversas não se anulam nem se alternam. Em vez disso, agem em paralelo simultaneamente.

Aquele que é capaz de suportar tal divisão, constrói a si mesmo de modo a entrar no mundo espiritual. Aquele que não pode suportar isso será incapaz de construir um Kli para a realização espiritual.

Em relação ao Criador, é claro, não há contradição e tudo se conecta em um. A contradição existe apenas em relação ao ser criado, consistindo de matéria e espírito que são opostos um ao outro. Ainda precisamos entender e sentir o quanto sua contradição é irreversível, irreconciliável, incomparável e absolutamente insolúvel.

Quando a contradição surge em nosso mundo, procuramos um compromisso, uma solução provisória que reconcilia um com o outro. Na espiritualidade, no entanto, não buscamos um compromisso. Pelo contrário, quanto mais avançamos na espiritualidade, mais forte sentimos a contradição entre a matéria e a forma vestida na matéria, entre o desejo de receber e o desejo de doar, o egoísmo e a espiritualidade, a tela (Masach) e a Luz.

É necessário estudar a contradição e esperar que a Luz forme a capacidade de resistir a essa oposição e incluir dois opostos cada vez mais polares em nós mesmos. A partir disso, fica claro que a realização espiritual é diferente da realização corpórea, porque existe em uma dimensão completamente diferente. É impossível entendê-la sem testá-la primeiro.

Dois opostos atuando juntos são a fórmula, o fundamento do Kli espiritual, toda a sua essência. Essa é uma coisa extremamente delicada, picante e interessante – incompreensível e, ao mesmo tempo, atraente. Ela permite que você sinta algum sabor da espiritualidade mesmo para aqueles que não estão nela, como a física quântica que atinge a própria fronteira entre matéria e Luz.

É por isso que o trabalho espiritual é na fé acima da razão, acima da nossa mente animal; afinal de contas, é construída sobre o desconhecido para nós, qualidades opostas. Uma pessoa consiste em duas formas: uma humana e uma animal. Um ser humano avança na fé acima da razão, aceitando ambos os opostos como partes iguais de um todo. O corpo animal, no entanto, é guiado por sua mente e sentimentos corpóreos. Claro, não precisamos dizer que uma pessoa deve selar seu animal montado nele.1

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 16/10/18, Preparação da Lição para a Convenção Virtual 2018
1 minuto – 0:20 – 08:00

Comente