Textos arquivados em ''

Associações Cabalísticas

laitman_938.04Rabash, Escritos Sociais, “De Acordo Com O Que É Explicado A Respeito De ‘Ama O Teu Amigo Como A Ti Mesmo’”: E vemos que, na realidade, também há amor entre amigos entre os seculares. Eles também se reúnem em vários círculos para ter amor pelos amigos. Qual é então a diferença entre religioso e secular? O versículo diz (Salmos 1), “… nem se sentou na roda dos escarnecedores”.

Existem inúmeras associações no mundo de homens, mulheres, grupos mistos, crianças, etc., que são formados de acordo com vários interesses e tópicos. No entanto, tudo isso é para realiza-los de alguma forma e decorar suas vidas.

As associações que os Cabalistas reúnem têm o objetivo de sair de si mesmo, elevando-se acima de si. Os Cabalistas procuram se unir para atrair uma força especial da natureza que os eleve acima de sua essência egoísta original. Enquanto isso, surgem relações completamente novas entre eles, chamadas de “Arvut”.   (“Garantia mútua”).

Seu objetivo é se esforçar além do nosso mundo, além da nossa natureza. Essas pessoas são muito incomuns em suas associações, que são diferentes de todas as outras comunidades da humanidade.

De KabTV “A Última Geração”, 18/04/18

Como A Pessoa Pode Ser Neutra?

laitman_546.02Pergunta: Se eu nasci um egoísta e todo o meu “eu” é egoísmo, como posso ser neutro?

Resposta: O fato é que quando uma pessoa é levada ao objetivo da criação, ela recebe condições nas quais é um tanto neutra. Ela tem liberdade de escolha e recebe os estados exatos em que pode escolher. Isso, no entanto, como regra, é apenas em um grupo.

Não existe mal em nosso mundo que a Cabalá discuta. Esse mal se manifesta apenas entre amigos que buscam se unir, e o mal – seu egoísmo – os impede de alcançar o objetivo.

Fora da Cabalá está o mal no nível dos animais na floresta. É necessário apenas trazer a humanidade ao grupo.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/06/18

Por Que O Criador Atrai, Mas Não Permite Desfrutar?

laitman_551Pergunta: Se o Criador dá um desejo e dá uma satisfação, por que Ele apenas atrai, mas não permite desfrutar?

Resposta: Imagine que você esteja amarrado a uma mesa coberta apenas com doces e seja deixado assim para o resto da sua vida. O que vem depois? A pessoa precisa de um contraste. Sabe-se que as pessoas que trabalham na indústria da confeitaria gostam muito de arenque e vice-versa.

Não sentimos nem doce, nem amargo, nem salgado, nem azedo se não houver contraste. Portanto, é somente através do bem e do mal, através do equilíbrio certo entre eles, que começamos a desenvolver e alcançar o Criador.

O bem é a propriedade absoluta do Criador, e o mal é o completo oposto Dele. Precisamos criar sua combinação correta em nós mesmos, que nos permitirá sentir o Criador.

Em princípio, o bem e o mal nos são dados a fim de alcançar primeiro o lado externo do Criador, e depois Ele mesmo: Suas intenções em relação a nós, Seu pensamento original, o propósito da criação e depois ainda mais fundo – onde os segredos já começam a ser revelados.

Da Lição de Cabalá em Russo 17/06/18

Nova Vida # 90 – Entendendo A Depressão, Parte 1

Nova Vida # 90 – Entendendo A Depressão, Parte 1
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Nitzah Mazoz

Resumo

A depressão é como um vírus que decorre de questões existenciais que não podemos responder. A dor física pode resultar de dor mental e depressão. Não podemos encontrar uma solução para o crescente sentimento de vazio interior, e as velhas formas de lidar com esportes, entretenimento e hobbies não são mais eficazes. Nós nos sentimos encurralados porque estamos fechados dentro de nós mesmos. Existe um único remédio para depressão, um novo programa humano baseado no princípio “E amarás teu amigo como a ti mesmo”. Em outras palavras, precisamos sair de nossos corpos e sentir nossos desejos e pensamentos dentro dos outros. Podemos aprender a sair da depressão considerando o que é bom para os outros, em vez do que é bom para mim. Isto pode ser conseguido através de workshops de discussão em grupos.

De KabTV “Nova Vida # 90 – Entendendo A Depressão, Parte 1”, 25/10/12