Toda A Correção É Na Unidade

laitman_284.05Toda a correção é na unidade. Tudo o que nós e toda a criação precisamos fazer é nos unirmos. Se nos esforçarmos apenas na direção da unidade dentro da qual o Criador será revelado, e o objetivo da nossa vida é o propósito da criação, então estamos nos movendo na direção certa.

O Grupo Mundial Bnei Baruch é apenas uma vanguarda, que será seguida por mais e mais partes da alma comum quebrada se juntando a nós. Assim, o Criador terá a oportunidade de ser revelado dentro das criações com todo o Seu poder.1

Eu tenho que trabalhar no amor pelos meus amigos, independentemente de como meus amigos se comportam comigo. Afinal de contas, eu os percebo como se fossem enviados a mim pelo Criador que organiza todo esse quadro para mim. Sou obrigado a aceitá-lo “como está” e a entender que não vejo meus amigos, mas a mim mesmo na forma invertida, reversa, que me aparece dessa forma.

O comportamento de meus amigos é a manifestação de minhas próprias propriedades, que ainda preciso corrigir. Portanto, não importa o que eu ouço e sinto comunicando com meus amigos, o quanto eles me insultam e me negligenciam, e não apenas eles, mas o mundo inteiro em geral. Eu tenho que me corrigir de tal maneira a perceber cada amigo, meu colega no caminho para a meta da criação, como meu melhor amigo, e cultivar o amor por ele em mim mesmo.

Graças ao amor por meu amigo crescendo dentro de mim, vou ver que ele está sendo corrigido, de repente se tornando melhor, mais agradável, mais desejável, mais suave e gentil, como está escrito que “o amor cobrirá todas as transgressões”. Eu continuarei a ver uma má atitude do seu lado e ao mesmo tempo o envolverei com amor até revelar que tudo isso é organizado pelo Criador.

O Criador endurece meu coração através de tal vestimenta externa para que eu desenvolva minha propriedade de doação acima dele. Afinal, é impossível desenvolver coisas agradáveis. Eu serei naturalmente gentil com alguém que me ama porque é agradável e benéfico para o meu egoísmo.

Se vejo que os amigos me negligenciam e me rejeitam, então tenho a oportunidade de trabalhar nisso. Eu me torno muito sensível e percebo tais sutilezas que não tinha visto antes: alguém se afasta um pouco de mim, não olha para mim de maneira amigável e me ignora. De repente me machuca e desperta resistência e ódio em mim.

No entanto, eu me preparo para me segurar. Então, tento despertar o amor em mim mesmo, cobrindo com isso todas as falhas que vejo em um amigo. Então descubro que não há amigo – estas são as minhas propriedades egoístas que o Criador me mostra. É sobre essa profundidade de egoísmo que tenho a oportunidade de construir uma conexão com o Criador, aderir a Ele e ver que não há amigos, apenas o Criador.

O mais importante é não esquecer que tudo isso é obra do Criador, e minha tarefa é verificar e descobrir que sou incapaz de fazer isso sozinho. A pessoa não pode se corrigir; ela foi criado apenas para pedir ao Criador que o corrija, ela foi criada para a oração. Devemos sempre nos voltar ao superior e exigir Dele.

Nossa tarefa é identificar nossas falhas e pedir sua correção. Portanto, os amigos se tornam um ambiente vital para mim, sem o qual não seria capaz de me voltar ao Criador. Quanto pior, como me parece, meus amigos me tratam, mais eles me ajudam a me voltar ao Criador.

Acontece que eu mesmo estou procurando oportunidades de correção, como um velho que está andando curvado procurando algo que ainda não perdeu. Eu faço um esforço para identificar deficiências que possam ser coletadas e adicionadas à minha oração.2

Um amigo é “comprado” por sua própria anulação. Eu tenho que pagar pela “compra” com algo, isto é, desistir de algo, sacrificar meu egoísmo. Eu não posso destruir meu egoísmo, mas é possível mudar seu uso do egoísmo para a doação com a ajuda da Luz que reforma. Isso é chamado de “comprar um amigo”.3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 14/10/18, Preparação da Lição para a Convenção Virtual de 2018
1 minuto 1:20
2 minuto 04:00 -11:00
3 minuto 1:28:50

Comente