O Dia Do Criador

laitman_032.06O dia do Criador é o estado em que uma pessoa não sente falta de nada e está pronta para permanecer nesse estado toda a sua vida e além, sob uma condição: que sempre tenha o desejo de doar ao Criador. E isso é sem qualquer resposta, conhecimento ou compensação, apenas para fazer algo de bom para o Criador, e ninguém saberá, inclusive o próprio Criador, que a pessoa se esforçou por Ele.

E a maneira de verificar isso é a alegria, a sensação de perfeição. Isso significa que a pessoa já está no fim da correção porque não quer nada além disso. Tal estado é chamado de “O dia do Criador”. Qualquer pessoa, não importa onde esteja, pode imaginar e constantemente lutar por isso. Caso contrário, não será chamado um dia e perfeição.1

O descontentamento é um obstáculo à perfeição. Tudo é medido em relação a uma pessoa. A maneira como ela avalia seu estado é como é seu estado. Querer mais do que aquilo que você já tem é um luxo. Afinal, você está insatisfeito com o que recebeu do Criador. Este é um enorme obstáculo em no caminho de todos para a perfeição.

De fato, nós estamos em um estado ideal, no fim da correção, no centro de todos os mundos superiores, no mundo do Infinito. Todas as mudanças ocorrem apenas dentro de uma pessoa. Portanto, se ela considera sua condição como perfeita, ela já está na escada espiritual, em um estado espiritual.

Portanto, tudo depende apenas de nós. Não devemos esperar que algo venha de Cima. Só podemos pedir nossa correção; não há mudanças a serem esperadas no superior, fora de nós mesmos. Basta decidir em cada estado que você está em perfeição e não quer nada para si mesmo, exceto doar tudo que puder. Precisamos aspirar por tal estado porque esta é a verdade.2

Uma vez que a pessoa sente que o Criador não é bom para os seres criados, ela começa a discutir com Ele, a acusá-Lo, até mesmo a odiá-Lo. Portanto, precisamos nos esforçar a todo momento com todas as nossas forças para ver o mundo como bom, os seres criados em bons estados, o Criador doando-lhes todas as bênçãos, e poder justificá-Lo em todas as situações que nos parecem inadequadas para uma boa governança.

Devemos tentar ver o mundo como aparece aos olhos do Criador e não em nossa percepção corrompida. Enquanto isso, tudo nos é perdoado, porém mais tarde, veremos que é um grande crime condenar o governo do Criador. Você deve sempre se esforçar para estar tão animado quanto possível, caso contrário, você está amaldiçoando o Criador, endurecendo seu coração com egoísmo.

Antes de mais nada, é necessário decidir que o Criador é Bom, que faz o bem, e que o mundo inteiro está em perfeição, e nós o condenamos apenas conforme a nossa corrupção.3

Se o Criador se afasta da pessoa, todo o desejo pelo trabalho do Criador desaparece. E isso é chamado que o Criador vira as costas para a pessoa. Afinal, o rosto do Criador é Seu desejo de trazer o bem aos seres criados e as costas é exatamente o oposto. O Criador propositadamente mostra à pessoa Seu suas costas para que ela aspire à adesão com o Criador e não queira permanecer em um estado degradado. Acontece que o rosto do Criador está escondido dentro das costas.

Precisamos constantemente virar as costas do Criador para a frente e assim alcançar a adesão. O superior sempre nos mostra seu lado oposto se estivermos prontos para aceitá-lo, e elevamos as costas até a altura da frente, aderindo assim ao Criador.

Devido a isto, nós ascendemos junto com o AHP do superior. O superior coloca seu AHP dentro de nós e vemos Seu outro lado. E se o agarrarmos e tentarmos ver a face do superior nele, nos elevaremos junto com Suas costas.

Desta forma, usamos esse elevador toda vez: o superior desce até nós, e nós ascendemos até Ele, Ele desce, nós ascendemos – em tal elevação em zigue-zague.4

Se não fosse pela escuridão, não teríamos a menor chance de alcançar o Criador. É necessário entender e apreciar isto e não se esconder da escuridão, mas transformar a escuridão em Luz. De todas as formas de escuridão, é preciso ver como aderir ao Criador. A pessoa não deve negligenciar a escuridão porque toda a criação é escuridão. A escuridão é a criação.

Todos as formas estão nas letras, que são pretas. E a cor branca não acrescenta nada, exceto enfatizar a escuridão, as letras pretas. Portanto, é necessário ajudar uns aos outros a manter o espírito no grupo e manter-se através de nossa garantia mútua e apoio mútuo. É durante o tempo de escuridão que se verifica até que ponto somos capazes da doação mútua e doação ao Criador, aceitando as trevas como Luz.

A tela é quando eu não me importo com que forma estou, quando o principal para mim é doar. Meu grau é medido pelo estado mais baixo, a profundidade do desejo para o qual sou capaz de mergulhar na escuridão, de modo que a partir deste estágio possa começar a doar.5

O erro comum dos iniciantes é pedir conhecimento, bom sentimento, preenchimento, porque eles acham que tudo isso deveria existir no mundo espiritual. Eles estão esperando que a Luz venha e preencha seus Kelim (vasos) egoístas comuns. Mas isso não está correto. Só precisamos pedir para permanecer no mesmo estado como ele é, mas receber a correção que nos permite perceber este estado como perfeito.

Isso significará que estamos na fé acima da razão. Tudo o que recebemos veio do Criador e, depois de receber uma correção, entendemos que essa é a melhor coisa que pode existir. Nossos desejos egoístas comuns não serão preenchidos, mas acima deles queremos permanecer na fé.6

Da Lição sobre o Tópico: “Sobre Acima da Razão” (Tish) 03/08/18
1 minuto 5:17
2 minuto 8:25
3 minuto 3:30
4 minuto 21:00
5 minuto 27:10
6 minuto 32:52

Comente