Cruzando A Linha Entre A Vida E A Morte

Laitman_137Pergunta: O suicídio é um dos problemas da humanidade. A cada 40 segundos, alguém no mundo comete suicídio (800.000 por ano). Nos EUA, a taxa de suicídio aumentou 30% desde 1999. Algumas celebridades que recentemente cometeram suicídio incluem Anthony Bourdain, o famoso chef e apresentador de TV da CNN, e a irmã mais nova da rainha da Holanda. Você pode explicar isso?

Resposta: Eu posso explicar isso como vazio. É um vazio que esmaga, dilacera e não deixa a pessoa dormir. Até mesmo as drogas são ineficazes para aliviá-lo. A pessoa simplesmente sente como se não tivesse outras opções. Nós precisamos olhar para a vida corretamente e começar a nos educar.

Pergunta: O que uma pessoa deve alcançar?

Resposta: O sentido da vida. Ela pode entender o sentido da vida quando atravessa a fronteira entre a vida e a morte. Somente quando a vida vale menos para você do que a própria vida, você pode pesar corretamente para que viver e superar seu egoísmo e sua vida egoísta.

Pergunta: É quando eu não me apego a ela? Quando não me apego a todo desejo?

Resposta: Você não apenas não se apega, mas vive do fato de que a cada minuto você desiste do seu egoísmo e se eleva acima dele. Cada minuto você está acima da morte, como se estivesse experimentando-a. Esta é a separação do nosso mundo e a entrada no mundo superior.

Observação: Isso é muito difícil.

Resposta: Não é difícil, é uma oportunidade feliz para todos nós.

Pergunta: Então, eu não deveria valorizar minha vida egoísta?

Resposta: Uma pessoa que quer compreender a verdadeira existência tem que desprezar esta vida e apreciá-la apenas porque é a base para construir uma vida mais elevada nela. E a vida superior é a morte, e quando você morre em uma forma animal a cada minuto, cresce espiritualmente.

Crescimento na forma espiritual é a vida não para si mesmo, mas para algo fora de si: em prol do Criador, do sistema, da humanidade, não importa o que – o principal é sair do seu “eu”.

De KabTV “Notícias em Russo com Michael Laitman”, 12/06/18

Comente