Ações E Mandamentos

laitman_571.01Baal HaSulam, “O Ensinamento da Cabalá e Sua Essência”: De fato, há uma opinião comum de que o principal objetivo da religião e da Torá é apenas a limpeza das ações, que tudo o que é desejado diz respeito às Mitzvot físicas (mandamentos), sem quaisquer adições ou qualquer coisa que possa resultar disso. Se assim fosse, aqueles que dizem que estudar as ações reveladas e práticas, por si só, são suficientes, estariam certos.

Este ainda não é o caso. Nossos sábios já disseram: “Por que o Criador deve pensar se alguém mata na garganta ou na parte de trás do pescoço? Afinal, as Mitzvot eram dadas apenas para limpar as pessoas”. Assim, existe um propósito além da observância das ações, e as ações são meras preparações para esse propósito. Portanto, claramente, se as ações não estão organizadas para o objetivo desejado, é como se nada existisse. E também está escrito no Zohar : “Uma Mitsva (mandamento) sem um objetivo é como um corpo sem alma”. Portanto, o objetivo também deve acompanhar o ato.

As ações físicas não transmitem nada por conta própria. Claramente uma pessoa pode realiza-las, mas pode não estar ciente de quais motivos. E daí? O que é alcançado por essas ações? Isso é o mais importante. Isso é chamado de intenção.

Pergunta: Está escrito em O Livro do Zohar: “Um mandamento sem intenção é como um corpo sem alma”. O que isso significa?

Resposta: Se qualquer ação física é realizada sem a intenção correta de se unir com o propósito de revelar o Criador, esta ação está morta, como um corpo sem alma.

Pergunta: Baal HaSulam escreve que existem apenas duas leis ou dois mandamentos: recepção e doação. Segue-se que há uma interação na sociedade humana que consiste em duas ações: ou eu recebo ou doo. Elas têm que ser devidamente equilibradas. Como devemos entender isso? O que significa corretamente equilibradas?

Resposta: É muito fácil equilibrar: a doação em prol da doação é a qualidade de Bina e a recepção em prol da doação é a qualidade de Keter.

Pergunta: Como podemos saber quanto receber da sociedade e quanto dar a ela?

Resposta: Faça de modo que seja somente para o benefício da sociedade, para trazê-la à semelhança com o Criador.

Pergunta: E quem decide isso?

Resposta: Você decide. Você tem que se integrar na sociedade para absorver todos os seus desejos e elevá-los ao Criador. Você tem que se tornar um elo, um canal de conexão entre a sociedade e o Criador.

Pergunta: Isso só é possível quando o Criador se revela a uma pessoa?

Resposta: Como mais você pode interagir com a sociedade? Apenas para ajuda-la.

Da Lição de Cabalá em Russo 18/03/18

Comente