$200 Milhões De Investimento De Trump Em Israel

Dr. Michael LaitmanDa Minha Página No Facebook Michael Laitman 27/08/18

E um novo rei subiu ao poder e seu nome era Trump. E ele governou Israel com mão de ferro, impondo sanções econômicas aos seus cidadãos e reprimindo o comércio internacional. E as Nações Unidas comemoraram quando finalmente conseguiram deslegitimar Israel.
***
Tal cenário de horror parece distante da realidade de hoje. Trump é visto por muitos como um amigo ávido de Israel em um mundo que está se tornando cada vez mais hostil em relação a ele. No entanto, o homem que declarou Jerusalém a capital de Israel, que continua a proteger a posição de Israel na arena internacional e que cuida do povo judeu – certamente está segurando as rédeas. A cada dia que passa, o futuro de Israel parece depender de seu apoio contínuo.

Mas por trás da demonstração de simpatia por Israel, Trump é um homem de negócios astuto. Como um bom vendedor, ele primeiro lhe concede um sabor doce, garantindo que possa exigir um bom pagamento depois. Em sua maneira extravagante, Trump está pavimentando o caminho – tanto do lado israelense quanto do lado palestino – para um acordo de paz que poderia garantir a ele um nível de prestígio que nenhum presidente dos EUA jamais alcançou antes.

No entanto, Trump está destinado a falhar nesta área, assim como todos os seus antecessores fizeram. A paz entre Israel e os palestinos só é possível se for baseada nas leis da natureza.

De acordo com a sabedoria da Cabalá, a paz entre os seres humanos em geral só é possível através da ativação da força inerente da natureza, e qualquer plano que não a leve em consideração falhará.

O povo de Israel é a única nação fundada na unidade baseada nas leis da natureza. Eles viveram pelo sistema natural de conexão humana por centenas de anos até que foram para um longo exílio, vagaram pelo mundo e perderam seus alicerces.

A criação do povo judeu foi a maneira da natureza de fazer um minimodelo de unidade entre os seres humanos que mais tarde seria estendido a toda a humanidade. Portanto, os conflitos de Israel com seus vizinhos e com o resto do mundo gradualmente aumentarão até que o povo de Israel cumpra seu papel natural.

Assim, a única maneira de alcançar um acordo de paz viável e duradouro é primeiro reavivar a fundação do povo judeu. Caso contrário, os esforços de Trump falharão miseravelmente, e ele gradualmente mudará sua atitude para com Israel.

Então, voltando ao cenário negativo com o qual começamos, os problemas de Israel se intensificarão a um nível insuportável, até que eles não tenham outra escolha a não ser dolorosamente evocar o poder da unidade das profundezas da natureza com todas as suas forças. E somente então, a paz virá a Israel e se espalhará para o resto do mundo.

No entanto, um cenário muito mais ideal seria despertar a unidade com antecedência, fácil e agradavelmente, iniciando um programa educacional que conscientize sobre o papel único do povo judeu e os treine para cumpri-lo.
Portanto, seria uma boa ideia para Trump investir os US$ 200 milhões que ele cortou da ajuda palestina na implementação de um processo educacional que levaria Israel a ativar o plano de paz inerente à natureza. Esta seria a melhor chance de Trump de entrar na história como a pessoa que trouxe a paz para a região.

Comente