Dramatização Espiritual

laitman_919Observação: Durante os muitos anos de prática da Cabalá, estudamos os artigos do Baal HaSulam e do Rabash dezenas de vezes. O mais interessante é que, lembrando quase todas as linhas de cor, você entende que, como resultado, não sabe nada. Por um lado, é incrível, mas, por outro lado, é assustador.

Meu Comentário: Isso acontece porque nossas habilidades de analisar o texto, de incluí-lo em nós mesmos, mudam. Portanto, cada vez tudo parece completamente novo, em um novo nível. Essa é a propriedade dos textos Cabalísticos e daqueles que os leem.

Observação: Rabash não terminou nenhum instituto literário, não estudou as regras de redação de artigos, mas se expressou muito claramente, de acordo com as regras do gênero.

Meu comentário: Isso não é surpreendente para mim porque uma pessoa que sente o significado interno da natureza, suas leis e sua corrente, escreve de acordo com isso. Todas as leis da lógica, todos os pontos de referência já existem nele.

Da mesma forma, parece que os dramaturgos criam as regras para escrever obras literárias, mas, na verdade, elas também representam seus desejos internos, talvez ainda não corrigidos, mas de certa forma já desenvolvidos.

Aos poucos, vamos entender que o verdadeiro dramaturgo está na espiritualidade. É precisamente a obtenção das propriedades espirituais que trará a literatura e quaisquer expressões de relações humanas ao nível da verdade.

De KabTV “A Última Geração”, 02/01/18

Comente