Do Desamparo Ao Clamor Ao Criador

laitman_221.0Existem vários exercícios para chegar a uma oração ao Criador. Em primeiro lugar, é necessário reconhecer que, na verdade, já temos uma conexão com a força superior e existimos no campo de sua ação.

Caso contrário, somos como crianças que, em sua ingenuidade, não suspeitam que a mãe as vigie constantemente e pense que estão sozinhas. O grupo deve constantemente nos dar a sensação de que existimos no campo de força do Criador.

Na realidade, o Criador preenche o mundo inteiro, mas esta experiência está escondida de nós. No entanto, os amigos, o grupo, são capazes de nos dar essa sensação. E mesmo que eu mesmo não sinta minha dependência do Criador, não sinta Sua influência a cada momento, pela qual Ele assegura minha existência, me corrige e me guia, o grupo pode despertar essas sensações dentro de mim.

Nós precisamos mostrar ao nosso amigo que ele tem uma conexão com o Criador, e isso é o principal – tudo o mais é apenas um meio de apoio. Isso nos leva à sensação de nossa dependência da força superior, a princípio egoisticamente, para nós mesmos, para torná-la melhor para nós. No entanto, eu começo a pensar em torná-la melhor para nós, porque é impossível despertar o Criador sozinho, mas apenas em uma dezena.

Quanto mais dezenas começarem a trabalhar assim, maior será a nossa força e nossa chance de despertar a força superior. Nós vamos sentir como o Criador se aproxima de nós. É assim que gradualmente desenvolvemos nossos sentidos; este é o trabalho de toda a nossa vida, todo o nosso desenvolvimento espiritual.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 26/06/18, Lição sobre o tema “Do Desamparo ao Clamor ao Criador”

Comente