Regozijar-Se Nas Falhas

laitman_278_03Quando eu vejo uma falha em algo, me alegro com isso. Afinal, é um sinal de que fiz uma correção e, portanto, descubro uma nova falha. Isto é, estou alegre com meu estado corrigido anterior.

Eu também estou feliz no estado atual porque agora tenho a oportunidade de fazer uma correção e de aproveitar isso. Acontece que, no passado, presente e futuro, em todos os momentos e em todos os estados, eu estou alegre.

A perfeição é construída acima do conhecimento, acima da sensação. Dentro das sensações, eu sinto problemas e dificuldades, mas acima das sensações – examinando por que, de onde e por que motivo elas estão chegando – me regozijo. Estes são dois níveis diferentes.

Tudo vem de um grande sistema que revela problemas e dificuldades para mim de acordo com minha capacidade, e eu tenho que corrigir minha atitude em relação a eles. Este sistema existe na minha frente. Quando as corrupções são reveladas para mim, é sinal de que preciso fazer uma correção porque não há nada para corrigir, exceto minha atitude.

A partir do momento em que vejo a corrupção, começo a pensar sobre de onde veio, quem a enviou e com que propósito. Então eu trabalho e corrijo. Estou feliz o tempo todo. Eu estou sob o cuidado constante da força superior que constrói minha alma. Eu só preciso tentar me apegar às ações do Criador, independentemente de elas parecerem boas ou ruins para mim.

Eu tenho que lembrar de onde os problemas vêm, mas não segui-los no conhecimento (isto é, nas sensações que eles despertam em mim). Em vez disso, eu permaneço um nível acima deles, entendendo que tudo é feito para meu benefício. Eu quero me apegar àquele que me deu o golpe e beijar a mão que me atingiu. Assim, quero me apegar ao Criador acima dos golpes. Se eu tiver sucesso, me separo do nível corpóreo e existo em adesão com o nível espiritual acima do mundo corpóreo. 1

Eu me regozijo com as deficiências reveladas, porque elas existiam anteriormente, mas estavam ocultas, permitindo-me pensar que sou perfeito. No entanto, quando uma deficiência é revelada, é uma salvação, porque a pessoa tem a oportunidade de corrigir o que é capaz de corrigir. Portanto, eu saúdo todos os problemas e dificuldades que o Criador me traz. Afinal, o Criador os envia apenas por uma questão de correção. Ele nunca nos pune.

O próprio Criador admite que criou a inclinação ao mal. Todos os nossos problemas vêm apenas desse egoísmo. Portanto, não há falha que me pertence pessoalmente. Minha única falha é que eu não cumpri o que poderia cumprir – este é todo o meu crime.

Todos os problemas existem apenas para que eu corrija minha atitude em relação a eles, declarando que eles vêm do Criador e seja grato a Ele por eles. Nada mais é necessário. Todas as correções são feitas internamente, por uma mudança de atitude. É necessário chegar a um estado em que o mundo inteiro me mostrará onde devo corrigir um pouco a minha mentalidade e tudo ficará bem.

Ações materiais são apenas brincadeira de criança. As ações verdadeiras são nossa atitude para com as ações do Criador sobre nós. Isso é chamado de trabalho do Criador. 2

A alegria se expressa no fato de que, de acordo com a sensação em meu desejo de desfrutar, eu estou em apuros, mas de acordo com a sensação de fé (no desejo de doar adquirido), estou em ascensão. A diferença entre um e outro me dá alegria. Sem o golpe no desejo de desfrutar, eu não iria adquirir um novo desejo de doar. 3

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá, 17/05/18, Shamati, Artigo 40, “Fé no Rav, Qual é a Medida
1 minuto 28:35
2 minuto 40:00
3 minuto 49:40

Comente