Quem Mostrará O Caminho À Humanidade?

laitman_750.03Baal HaSulam, “Os Escritos da Última Geração”: Da perspectiva de Lishma [em seu nome], é uma necessidade emocional. É certo que eles são poucos, como está escrito, “viu que os justos são poucos … e os plantou em cada geração”, para que possam exigir desde o nascimento. No entanto, alguns abominam a vida material. Se não cumprirem a meta de adesão, cometerão suicídio.

Uma vida sem sentido é a prisão mais aterrorizante: você foi colocado nela contra sua vontade e é obrigado a existir nela. Hoje, a humanidade inconscientemente sente a depressão global, sentindo a inutilidade da existência.

Existem duas forças agindo aqui. Uma mostra que você não é nada, vivendo sem um propósito, e a segunda força deve mostrar o caminho correto. Para a maioria da humanidade, esse caminho não existe. Está escrito que eles não têm uma cabeça, apenas um corpo que sofre. Nós, os Cabalistas, devemos ser a cabeça que mostrará à humanidade que existe tal caminho e que se tornará um guia – Moisés, levando a humanidade adiante.

Com um sofrimento cada vez maior, as massas perceberão que precisam de tal guia, e Moisés aparece apenas quando tal necessidade aparece na humanidade. E antes disso, o grupo Cabalístico, que representa a parte principal da humanidade, está sendo preparado.

Pergunta: Nesta preparação, um indivíduo deve sentir constantemente a pressão do grupo, resistência a essa pressão e, por outro lado, concordar com isso, avançar juntos e trabalhar com o grupo. É assim que precisa ser constantemente?

Resposta: Sim. Se isso não acontecer, então deve ser criado para que isso aconteça. O indivíduo deve fechar os olhos e se lançar no grupo, dissolver-se nele, até que não haja mais nada.

Pergunta: Durante o período da última geração, quando a maioria das pessoas começa a agir para doar aos outros, isso ajudará o pequeno grupo que é a parte principal da humanidade?

Resposta: Claro. As massas os empurrarão para frente. Baal HaSulam escreveu que há um grande desejo coletivo nas massas e, nos poucos justos, existe apenas a conexão com o Criador.

O primeiro grupo é grande em quantidade; o segundo, em qualidade. Portanto, as massas representam aquela grande parte egoísta que precisa ser arrastada para frente. E esse trabalho é dado aos justos.

De KabTV “A Última Geração”, 19/12/17

Comente