Medium: “Quão Equivocados Estamos Pensando Que Deus É Algo Como Nós “

O portal Medium publicou meu novo artigo “Quão Equivocados Estamos Pensando Que Deus É Algo Como Nós

Mesmo quando eu era uma criança, muito antes de conhecer a sabedoria da Cabalá, nunca pensei na força superior como algo semelhante a um humano de carne e osso que consome comida e que secreta resíduos, suores, fica doente de vez em quando e nem sempre é “esteticamente agradável”, para dizer o mínimo.

Não fazia sentido para mim que esse corpo limitado e transitório de alguma forma refletisse uma força supostamente universal, eterna e elevada.

Então, fiquei surpreso ao ouvir que uma nova pesquisa pediu aos participantes para descreverem com o que eles achavam que a face de Deus se parecia. Mesclando resultados de centenas de crentes americanos, os pesquisadores reuniram a “face de Deus”.

Agora, se a imagem do Criador era de fato como a de um ser humano, então algo deu errado com esse Criador…

De acordo com a Cabalá, “Deus” ou “o Criador” é a qualidade de amor e doação incondicional e completo. É uma força espiritual desprovida de qualquer representação corpórea, uma força que guia e sustenta toda a realidade, e sua finalidade é uma só: fazer o bem. Para esse fim, o Criador criou uma criatura que está destinada a alcançar a bondade suprema – adquirir a qualidade divina e eterna de amor absoluto e doação.

No entanto, o caminho para a perfeição começa com a imperfeição. O Criador “quebrou” o ser criado, o que o colocou no estado exatamente oposto – a qualidade de autorrecepção. Como resultado, todos nós somos pedaços quebrados do ser criado, e a realidade corpórea com a qual estamos familiarizados é o estado mais distante do Criador.

De fato, não temos nenhuma conexão com a qualidade de amor absoluto e doação. E mesmo quando pensamos que estamos dando aos outros, é uma ilusão; nossos atos de dação misturam-se com o interesse próprio.

Portanto, não é de se surpreender que os participantes do estudo tenham escolhido a imagem mais bonita e sublime em que puderam pensar. É o topo do que a imaginação humana pode evocar. Também explica por que alguns participantes escolheram imagens que refletem sua posição no espectro político.

Desculpe destruir o romance, mas qualquer que seja a imagem humana que venhamos a propor, por mais bela que seja, nunca terá qualquer conexão com a verdadeira imagem do Criador. Isto é, com a qualidade de amor incondicional e doação.

Então, como podemos “desenhar” a imagem correta do Criador?

Primeiro, apague qualquer representação corporal. Segundo, internalize que o Criador não pode ser percebido através dos nossos cinco sentidos. E terceiro, aprenda a desenvolver qualidades internas que sejam semelhantes às qualidades do Criador.

Uma pessoa que aprende a desenvolver uma atitude universal de amor e doação a todos os seres criados e à realidade como um todo, torna-se internamente semelhante ao Criador. Assim, através de seus novos pensamentos e desejos, ela constrói a imagem do Criador dentro de si.

A autêntica sabedoria da Cabalá é um método que foi tecido por gerações com base na experiência prática de milhares de pessoas que se destacaram da representação corporal e adquiriram as qualidades internas do Criador.

Algumas delas registraram suas descobertas por escrito e as transmitiram às próximas gerações. Hoje, qualquer pessoa pode usar o método delas para desenvolver um novo conjunto interno de “pincéis e paletas de cores”, com o qual pode desenhar a imagem do Criador.

Comente