Breaking Israel News: “Breaking Israel News – Hamas & Israel“

O maior portal, Breaking Israel News, publicou meu novo artigo “Breaking Israel News – Hamas & Israel”:

“Quando há amor, amizade e unidade em Israel, nenhuma calamidade pode acontecer com eles, e todas as maldições e tormentos são afastados”.
Maor VaShemesh

Antes mesmo de reconhecermos a recente ameaça, já nos deparamos com um suspiro de alívio, enquanto o cessar-fogo com o Hamas parece se firmar.

Mas você estaria errado em assumir que o problema está resolvido. Como sempre, vivemos em uma trégua temporária, sentindo-se calmos apenas antes da próxima tempestade chegar. Então, desta vez, que tal aproveitar a paz mental temporária para nos despertarmos e fazer algumas perguntas sérias antes do que virá a seguir?

Vamos começar com o que o Hamas realmente quer de nós?

Rav Kook nos diz o seguinte: “Se não podemos soprar o chifre para a redenção, os inimigos de Israel, como Amaleque, Hitler e assim por diante, se levantam e sopram em nossos ouvidos pela redenção”.

Juntamente com Rav Kook, muitos dos grandes sábios de Israel – “os capitães espirituais da segurança de Israel” se quiserem – escreveram que a solução para todas as nossas ameaças é a nossa união. O Maor VaShemesh coloca em uma fórmula simples: “Quando há amor, amizade e unidade em Israel, nenhuma calamidade pode acontecer com eles, e todas as maldições e tormentos são afastados”.

Em outras palavras, quando sopramos a trombeta do amor e da união entre nós, o mundo inteiro está escutando, mudando sua atitude em relação a nós de uma maneira positiva. Mas quando deixamos de fazer isso, nossos inimigos nos despertam com golpes para abrir nossos ouvidos. O Hamas é apenas o inimigo de plantão.

Como isso funciona exatamente?

Os sábios não estavam sendo poéticos em seus escritos e não estavam praticando pensamento positivo. Eles estavam descrevendo um sistema mais profundo de leis que opera a sociedade humana através da dinâmica entre Israel e as nações do mundo.

O Livro do Zohar descreve o mundo inteiro como uma vasta rede de conexões complexas. O povo de Israel contribui para uma junção central na rede, e tem um papel vital único: unir “como um homem com um só coração” e dar o exemplo positivo ao resto da sociedade humana – “ser uma luz para as nações”.

Portanto, quando trabalhamos em nossa unidade, não apenas em momentos de aflição, uma influência curadora da unidade flui através da “junção de Israel” ao resto da rede humana, espalhando-se por toda e qualquer pessoa. Em contraste, quando causamos um engarrafamento no entroncamento central, atraímos o ressentimento inconsciente das nações do mundo, que se manifesta de várias formas, da crítica ao ódio, à violência direta.

Assim, independentemente de como a luta com o Hamas se desenrola, Israel ainda parecerá culpado aos olhos das nações.

A última onda de pressão do Hamas fez com que a resiliência nacional de Israel levantasse a cabeça por alguns instantes. Em vez disso, deve servir como um lembrete de como devemos nos tratar diariamente, para que possamos nos tornar o farol da unidade e da conexão positiva que o mundo inteiro, no fundo, espera que sejamos.

Comente