Aquele Que Não Precisa De Nada É Feliz?

Laitman_036Pergunta: Vários métodos afirmam: “Feliz é aquele que não precisa de nada”. É assim?

Resposta: Em geral, sim. No nível corpóreo, se eu não preciso de nada, se todos os meus desejos estão acima do nível material, voltados para o amor e a doação, fora de mim, então isso é certamente felicidade.

Pergunta: Alguns métodos nivelam nossos desejos. Se uma pessoa fizer isso, ela seria feliz?

Resposta: Uma pessoa nivelando seus desejos reduz-se ao nível da criação inanimada.

Se ela não resiste, não critica, não culpa ninguém nem nada, ela é feliz, mas essa felicidade é sem emoção, como uma rocha. Desta forma ela se protege do sofrimento o máximo possível. No entanto, sendo parte do resto da humanidade, ela não será capaz de evitar problemas. Eles ainda vão continuar. Além disso, ela sentirá constantemente a necessidade de se tornar algo mais.

Pergunta: O grande cabalista Baal HaSulam escreve que se uma pessoa fizesse um cálculo, olhasse para a sua vida e visse a quantidade de dor que sentiu em relação ao prazer que experimentou, imediatamente terminaria sua vida. Em outras palavras, a quantidade de sofrimento é muito maior que o prazer. Por que esse cálculo é escondido de uma pessoa? Somos todos egoístas. Estamos constantemente calculando.

Resposta: Isso é necessário para o processo cumulativo interno, para que possamos acumular múltiplos males, amargura, problemas, depressão e chegar a tal desilusão na vida que desejaríamos nos elevar acima disso, não para acabar com nossas vidas, mas para realmente subir, encontrar a resposta para a razão de sofrermos – para que?!

Da Lição de Cabalá em Russo 17/12/17

Comente