Por Que A Vida Está Piorando?

627.2Nas Notícias: Cientistas das universidades de Berkeley e Bar-Ilan, depois de entrevistarem mais de mil pessoas, descobriram que a raiz de todos os problemas da humanidade são as mulheres.

Acontece que esposas, irmãs e filhas são as principais culpadas em complicar a vida cotidiana. Trata-se de sua capacidade de “fazer um elefante de uma mosca”, que, na opinião das entrevistadas, as mulheres dominaram até a perfeição. (Achados do Estudo)

Meu Comentário: De fato, é assim que às vezes parece aos homens, e esse é o grande erro deles.

A questão é que homens e mulheres têm atitudes completamente diferentes em relação à vida. Um homem é como um menino, que muda seus brinquedos ao longo do tempo. Uma mulher, ao contrário, é um ser maduro, que olha o mundo de maneira muito realista e responsável. Por natureza, ela é criada para dar à luz, educar, cuidar e continuar a vida.

É muito difícil para os homens compreender e apreciar o lugar das mulheres no mundo. O que podemos fazer, não podemos nos colocar no lugar do outro, entendendo e sentindo que suas demandas vêm de uma percepção diferente e “mais próxima” da realidade.

Portanto, o que parece complexo para um homem é, de fato, um chamado para que ele cresça e ouça um ente querido que entende melhor a vida. “Ouça o que Sarah lhe diz”, é o que o Criador disse a Abraão. Em tudo que diz respeito a uma abordagem realista da vida, os homens devem procurar o conselho das mulheres. É ela quem desenrola o entrelaçamento de contradições que os homens apenas apertam cada vez mais.

Se as mulheres controlassem o mundo, seria, sem dúvida, muito melhor. Nós não iríamos brincar com guerras, nem competir com quem ganha sobre quem. No entanto, por outro lado, a questão não é dar todo o poder às mulheres.

Todos nós devemos ser como uma família onde a compreensão mútua, responsabilidades e oportunidades são distribuídas com precisão e onde ambas as partes da nossa natureza se conectam harmoniosamente. E um dia aprenderemos como fazer isso.

De KabTV “Notícias com Michael Laitman” 30/01/18

Comente