Novo Estilo De Vida

laitman_222.0Já existem pessoas entre nós que usam sua singularidade em formas de doação aos outros. Mas elas ainda são poucas, pois estamos no meio do caminho do desenvolvimento. Quando chegarmos ao ponto mais alto dos graus, todos estaremos usando nossa singularidade apenas em uma forma de doação aos outros, e nunca haverá qualquer caso de alguma pessoa usá-la em uma forma de recepção pessoal. Com essas palavras, encontramos a oportunidade de examinar as condições da vida na última geração – o tempo da paz mundial, quando toda a humanidade alcançar o nível do primeiro lado e usará sua singularidade apenas na forma de doação aos outros, e de forma alguma na forma de recepção para si mesma. E é bom copiar aqui a forma de vida mencionada acima, de modo que nos sirva de lição e de modelo para estabelecer nossas mentes sob o fluxo das ondas de nossas vidas. Talvez também valha a pena e seja possível em nossa geração experimentar se assemelhar a essa forma de vida acima. (Baal HaSulam, “Paz no Mundo”)

Nós temos que criar pequenas comunidades que possam demonstrar princípios individuais da geração futura. Precisamos divulgá-los para que as pessoas venham, estudem, façam cursos e tentem colocar esses princípios em prática, movendo-se com suas famílias para essas comunidades por pelo menos dois meses.

Todas as forças que se manifestam na pessoa, na natureza e no mundo ao nosso redor nos empurram para superar nosso egoísmo e para existir em um nível completamente diferente – o nível do Criador, o poder total da natureza e do altruísmo. O problema está em como fazer isso.

Para isso, existe um grupo especial de pessoas em nosso mundo chamado Cabalistas que, devido ao seu desenvolvimento interno único, que era independente delas, receberam um impulso para um novo estilo de vida.

Eles estudam como o sistema que gerencia nosso mundo é organizado, como podemos chegar a ele, adaptá-lo a nós mesmos e nos mudar por ele.

Portanto, as massas têm alguém com quem aprender e adaptar este método, porque os Cabalistas percebem isso em sua própria experiência.

A maioria das pessoas, no entanto, não sabe nada disso, nem entende isso, e é egoisticamente contra isso. Afinal, estamos falando de uma mudança inversa especial dentro de nossa natureza – uma mudança de alguém que deseja receber e desfrutar às custas dos outros para alguém que dá, onde o outro se torna mais próximo do que ele mesmo, ou pelo menos como seu único filho amado em que ele constantemente pensa.

É quase inacreditável e imperceptível em uma pessoa. Mas a natureza nos pressionará com grande sofrimento se não nos movermos voluntariamente em direção a ela.

A Cabalá explica como a pessoa pode dar pequenos passos para o princípio bíblico do “ame ao próximo como a si mesmo” de modo que, embora não por sua própria escolha, mas ainda não muito contido, ela possa aprender esses princípios antecipadamente, tentar absorvê-los e até mesmo começar a traduzir alguns elementos dos principais mandamentos da Torá: “ame o seu próximo como a si mesmo” e “a unidade de todas as pessoas”.

De KabTV “A Última Geração” 23/10/17

Comente