Graus De Independência

Dr. Michael LaitmanAlcançar a independência é, em essência, todo o trabalho de uma pessoa neste mundo. Todo o processo – desde o momento do nosso nascimento neste mundo e antes de entrar no mundo espiritual, e o subsequente desenvolvimento da alma até o fim de sua correção – é um avanço em direção à independência.

A independência é realizada ao se alcançar equivalência com a força superior, o Criador, nada mais do que isso. Até que a pessoa alcance o grau e poder do Criador, e a equivalência com Ele em todas as qualidades, ela não completará seu desenvolvimento e não obterá independência.

Baal HaSulam, “Introdução ao Livro Panim Meirot uMasbirot”, “Está escrito no Zohar: “Com esta composição, os Filhos de Israel serão redimidos do exílio”. Também, em muitos outros lugares, somente através da expansão da Sabedoria da Cabalá nas massas, obteremos a redenção completa. Eles também disseram: “A Luz nela o reforma”. Eles foram intencionalmente meticulosos sobre isso, para nos mostrar que somente a Luz contida nela é a cura que reforma uma pessoa.

Portanto, está claro que só assim é possível alcançar a independência que tanto queremos e se tornar livre, mesmo no sentido material. Só assim poderemos nos libertar da ameaça externa que não nos deixa nem por um momento, cada vez nos obrigando a lutar por nossa sobrevivência.

Afinal, a oportunidade de retornar à sua terra foi dada ao povo de Israel como uma oportunidade por um período limitado de tempo, justamente para alcançar a independência que depende da revelação da sabedoria da Cabalá entre as massas.

Nós existimos dentro do sistema da natureza, em uma rede especial que age de acordo com suas leis. É possível estudar formas particulares da manifestação dessas leis nos graus inanimado, vegetativo e animado, assim como a física (o nível inanimado), a botânica (o vegetativo), a biologia, a zoologia e a genética (o animado, isto é, tudo relacionado a organismos vivos).

Há também uma parte relacionada ao mundo interno de uma pessoa. Psicologia e psiquiatria envolvem-se nisso, mas suas habilidades são muito limitadas e, na verdade, essa área permanece praticamente desconhecida.

A única ciência que realmente lida com o mundo interno da pessoa é a sabedoria da Cabalá. Ela estuda a pessoa como um sistema interno agindo de acordo com certas leis prescritas, e permite que você entenda essas leis e as use para mudar a natureza humana e levar a pessoa à boa forma de existência.

Nós podemos melhorar nosso ambiente e torná-lo confortável, conhecendo as leis da física, química e outras ciências. Podemos também melhorar as qualidades internas de uma pessoa, conhecendo as leis que a sabedoria da Cabalá nos explica.

Essas leis permanecem inalteradas e absolutas de geração para geração. Elas estão prontas para o nosso uso, ao contrário das leis da psicologia que mudam constantemente, com declarações de que algo considerado prejudicial ontem é considerado útil hoje.

A natureza interna da pessoa está sujeita às leis absolutas e imutáveis. Essas leis vêm do Criador, a força mais elevada da natureza que compreendemos nas profundezas da criação, cuja natureza é oposta ao Criador.

Portanto, Baal HaSulam escreve que somente através da revelação da sabedoria da Cabalá pode o mundo inteiro mudar do exílio para a redenção. O povo de Israel deve fazer isso primeiro e dar o exemplo a todas as outras nações. Isso é chamado de “ser uma Luz para as nações”.

Desta forma, nós saímos de todas as limitações deste mundo. Somos obrigados a existir neste mundo para apoiar nosso corpo, tentando a todo momento prover as condições mais confortáveis. Passamos toda a nossa vida cuidando do corpo, que acaba morrendo, transformando todos os nossos esforços em cinzas.

No entanto, podemos começar a trabalhar em nós mesmos a fim de alcançar graus verdadeiros e eternos de existência que estão acima do cuidado de nosso corpo animalista. Quando fazemos isso, nossa principal preocupação é alcançar a força superior e a equivalência de qualidades com ela.

Na medida em que nos tornamos semelhantes ao Criador, recebemos uma oportunidade de sermos tão eternos quanto Ele é. Então começamos a subir os graus, alcançando uma força cada vez maior de eternidade e perfeição.

É de suma importância elevar-se acima de nosso corpo que nos é dado apenas para nos acompanhar por algum tempo, até que o abandonemos. Se eu me dedico ao cuidado dele, ou seja, se me coloco dentro dele, então estou envolvido em um negócio perdedor desde o começo.

Acontece que eu invisto todas as minhas forças e toda a minha vida no desenvolvimento e preenchimento de algo que inevitavelmente irá morrer. Isso significa que todos os meus esforços são completamente inúteis. Portanto, somos simplesmente obrigados a perceber oportunidades que a sabedoria da Cabalá nos dá.

Comente