Textos arquivados em ''

Meus Pensamentos No Twitter, 20/04/18

Dr Michael Laitman TwitterO povo de #Israel experimenta escuridão e luz de forma adjacente e nós ganhamos discernimentos desses estados combinados. Nossa lembrança e #independência são como uma só, de manhã choramos e à noite aplaudimos. “E foi a tarde e a manhã, e foi o primeiro dia” (#Gênesis 1:5).

A mudança anual do #YomHazikaron, o dia em que homenageamos os #soldados e vítimas do #terrorismo, até o Dia da Independência, quando celebramos o estabelecimento do Estado de #Israel, simboliza a maneira pela qual podemos apenas experimentar uma subida depois de uma queda anterior …

Tudo o que resta é reacender o amor nacional que está diminuindo, reviver a essência nacional que tem estado inativa por 2.000 anos, para nos despertar para a unidade e iluminar a luz que a #humanidade espera inconscientemente de nós. #Israel

As lutas para construir infraestrutura e desenvolver as exportações em uma terra que fornece poucos recursos naturais catalisaram nossa transformação em uma das nações tecnologicamente mais avançadas. #NaçãoStartUp

70 anos se passaram. #Guerras e #instabilidade com todos os nossos países vizinhos estimularam o desenvolvimento de um #exército bem equipado e que foi classificado como a força aérea mais poderosa do mundo.

No entanto, nem mesmo um único dia se passou para saborearmos nossa #independência, e estávamos novamente em #guerra para nos apegarmos ao que nos foi dado.
#orientemédio #paz

Depois do horror total que milhões de nossos antepassados ​​experimentaram no Holocausto, o mundo teve misericórdia de nós e apoiou o estabelecimento de nosso novo lar nacional: o Estado de #Israel.
#Israel70 (citação de @BIN)

… Então fomos atormentados pelo constante fenômeno do #Antissemitismo: da calúnia e do libelo de sangue aos pogroms devastadores e ao #Holocausto.

No entanto, ao fazer isso, já que existe uma expectativa semeada no inconsciente da humanidade sobre o povo de #Israel de trazer um tipo completamente diferente de prosperidade e crescimento do que a versão materialista que trouxemos até agora….

No exílio, mesmo quando separados e dispersos em todo o mundo, encontramos maneiras de prosperar e desenvolver os países nos quais nos estabelecemos, deixando nossa marca na #educação, #economia, #ciência, #tecnologia, #lei e #sociedade. (#citação de @BINAlerts)

(…) Sofremos estados de derrota amarga, em que o ódio infundado violou nossa unidade, permitindo que o Império Romano aproveitasse nossa desunião e causasse a ruína do Templo.
Veja meu artigo completo sobre @BINAlerts

Escuridão e luz, descidas e subidas, #exílio e #glória, são todas características do povo de #Israel, antigo e moderno. Nós desfrutamos de estados de unidade florescente e amor fraternal na época do Primeiro e Segundo Templos.

… Tudo está incluído um no outro, a inclinação ao bem e a inclinação ao mal, direita e esquerda, #Israel e o resto das nações, branco e preto. Tudo depende um do outro.
O #Zohar, Kedoshim, 7-8.

“Da #escuridão veio luz, e da ocultação veio e revelou o profundo. Um saiu do outro. Do bem saiu o mal, e da #misericórdia saiu o #julgamento….

O ego cresce – e eu cresço acima dele
Entrando na sensação do mundo superior.
Isso é tudo o que há na #Cabalá.

Do Twitter, 20/04/18

Disseminar A Cabalá: O Combustível Para A Correção

laitman_276.06Desde o tempo do Ari em diante, a sabedoria da Cabalá teve a permissão de ser disseminada entre todas as nações do mundo. Afinal, o mundo entrou na era do Mashiach (Messias) e, portanto, qualquer disseminação do conhecimento da Cabalá é para o benefício de corrigir o mundo.

Antes disso, havia uma proibição da propagação da Cabalá, pois ela acelerava o desenvolvimento do mundo, o que era prejudicial para o povo de Israel. Acontece que as forças egoístas aceleram seu desenvolvimento, superando o desenvolvimento das forças de doação, isto é, Israel. 1

O profeta Yeshayahu (Isaías) disse que as nações do mundo levarão os filhos de Israel sobre seus ombros até o Templo, isto é, no final da correção, para completar a adesão entre o Criador e as criações. Ascender à montanha do Criador é um trabalho árduo, que está além das habilidades do povo de Israel – desejos leves, desejos de doação. Portanto, a disseminação da sabedoria da Cabalá entre as nações do mundo é tão necessária – é o motor que levará a correção inteira ao Mashiach. 2
Da parte da Lição Diária de Cabalá 16/4/18, Escritos do Baal HaSulam, “Shofar do Messias
1 minuto 0:00
2 minutos 7:40

Formando Qualidades Como As Do Criador

laitman_259.01Não há Criador sem criação. Se não há criação, então não há nenhum conceito de “Criador” – há Luz superior abstrata por si mesma, chamada “Atzmuto” (Sua Essência). O Criador começa onde já existe certo desejo no qual, de acordo com suas propriedades, a Luz superior pode ser revelada. Então o conceito do Criador e criação aparece.

Não há criação sem o Criador e não há Criador sem criação. Isto é, a força superior tem apenas a forma que a pessoa prepara para ela, como está escrito: “Você Me fez” e “Meus filhos Me derrotaram”. Todo o nosso trabalho é preparar um lugar especial para a revelação do Criador, e isso é realizado na dezena. Na medida em que podemos nos conectar uns com os outros, na medida de nossa unidade, atrairemos a Luz que reforma, que melhorará nossas relações.

O Criador se comunica com as criações e as ajuda em tudo para que elas O descubram cada vez mais. O Criador se revela na dezena na medida em que unimos nossas forças e seu nível. Isso requer trabalho para superar, assim como a criação de formas e qualidades especiais que correspondam ao Criador.

A criação assume as propriedades que o Criador possui e tenta reproduzi-las, e o Criador mostra a criação se as suposições da criação estavam corretas ou não. É assim que Ele nos ensina a arte de construir as formas de criação semelhantes ao Criador, isto é, construir um “humano” (“Adão”).

Não há trabalho mais exaltado e interessante do que a revelação do Criador na dezena. Captura absolutamente todos, e é impossível ficar indiferente. Afinal, estamos ansiosos para saber como vamos construir e descobrir o Criador, que se manifestará na medida de nossos esforços e nos preencherá. 1

A Luz superior cria dentro do desejo de desfrutar todas as formas do início até o fim, e então desaparece para nos capacitar a repetir essas ações, e assim estudar todo o processo pelo qual devemos passar para nos tornarmos como o Criador. Semelhante a um escultor que cria uma escultura a partir de uma peça de mármore, nós esculpimos o Criador a partir do nosso desejo para que ele adquira a forma de doação, e a escuridão brilha como Luz.

As formas em si não são necessárias, mas a partir delas aprendemos quem é o Criador, a quem vamos nos tornar semelhantes. Em princípio, esse era o propósito da criação, e tudo o mais era apenas o meio para levar a criação ao nível do Criador.

Qualquer ação na vida pessoal e na vida do grupo destina-se apenas a revelar dentro de nós a plenitude do Criador; tudo é direcionado para o fim da correção e nos move em direção a um objetivo. E até que ponto participaremos disso já depende de nós. 2

Na medida em que a criação consegue despertar o Criador, nos sentimos como existindo, compreendendo e sentindo. Este é todo o significado da criação. O corpo vivo difere do morto na medida em que alcança algo por si mesmo. Isto é, tudo deve ser precedido pelo desejo da pessoa.

O desejo geral de desfrutar é criado pelo Criador, e sua realização, sua satisfação, também está nas mãos do Criador. Mas conectar o desejo com a realização é a nossa tarefa.

Quem é um ser humano? Aquele que compreende, está consciente, ora e aplica esforços para conectar o desejo com a realização. Por que eu quero uni-los? Para me tornar semelhante ao superior, meu Criador. Para este propósito, eu recebi estas duas forças. Por um lado, o desejo e, por outro lado, o poder da Luz. Neste trabalho, a criação manifesta seu desejo de se assemelhar ao Criador e, assim, proclama que “não há outro além Dele”. 3
Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 16/04/18, Preparação para a Convenção em Nova Jersey
1 minuto 0:20
2 minutos 9:50
3 minutos 47:00

Religião: A “Esfera Espiritual” Imaginária

Laitman_088Baal HaSulam, Os Escritos da Última Geração: No entanto, de acordo com o mérito do homem, que consiste na preparação intelectual, ele continuou a se desenvolver através de atos e sofrimentos, e assumiu a religião, a política e a justiça e finalmente se tornou civilizado.

O que significa religião? É quando uma pessoa cria um mundo espiritual em seu desejo egoísta, não por causa de seu nascimento na espiritualidade, mas dentro de si mesma, dentro de seu egoísmo.

Religião é o reflexo dessa “esfera espiritual”, que ela imagina para si mesma: anjos com asas, o Criador sentado em uma nuvem, céu, inferno e assim por diante. Tudo isso é criado dentro do egoísmo, para seu próprio benefício.

De fato, todo esse desenvolvimento foi colocado apenas nos ombros da maior parte da sociedade, e as massas os seguiram como um rebanho.

Sem dúvida, todas as ciências, artes, educação e religiões foram estabelecidas e introduzidas nas massas para que as pessoas seguissem uma minoria qualitativa como um rebanho. Mas mesmo essa “cabeça” da humanidade ainda é uma parte egoísta, que desenvolveu um sistema de controle, realização e movimentos religiosos para seu próprio benefício, para que elas pudessem experimentar o máximo de conforto em cada período de tempo.

Quando as massas abriram seus olhos para tomar seu destino em suas mãos, tiveram que revogar todas as correções e leis do assertivo, como religião, justiça e política. Isto é porque estas eram apenas de acordo com o espírito do assertivo, de acordo com o seu desenvolvimento e para o seu próprio bem.

Pergunta: Em outras palavras, em algum momento houve um protesto das massas?

Resposta: Depende de onde e como. É claro que houve algumas tentativas sérias de revolta, por exemplo, no cristianismo: o calvinismo, o luteranismo e outros movimentos religiosos. Nas religiões cristã e muçulmana, houve um sério desvio dos verdadeiros aspectos iniciais de suas religiões. Então eles mais uma vez caíram em um egoísmo crescente.

A mesma coisa aconteceu no judaísmo, que estava se desenvolvendo inicialmente sob a influência da parte altruísta, a Cabalá, completamente separada da condição material. Mas então tudo desapareceu.

Durante o tempo do Segundo Templo, os judeus caíram completamente de volta no egoísmo, no ódio mútuo, e desde então é assim que existimos. Esquecemos que uma vez vivemos pela lei do amor e agora vivemos no ódio, como na vida comum. Naturalmente, nos sentimos como pessoas normais, até mesmo justas, completamente inconscientes de que estamos no mais puro egoísmo.

De KabTV “A Última Geração” 11/09/17

O Que Significam Os Sonhos?

627.2Pergunta: O que significam os sonhos?

Resposta: Eu ouvi do Rabash e vejo por mim mesmo a partir do sistema de governança, que os sonhos em nosso mundo não são mais que uma consequência das coisas vividas durante o dia.

Às vezes, há sonhos proféticos e uma pessoa vê algo no futuro. Eu também tive tais estados. Isso acontece porque nos desconectamos do nosso egoísmo e nos elevamos ao próximo nível, onde tudo já existe: passado, presente e futuro. Nós nos conectamos a um fluxo de informações onde o tempo não existe.

Portanto, há pessoas com maior sensibilidade que podem realmente prever o futuro. Não há necessidade de ser um Cabalista para isso.

Pergunta: Como a pessoa pode ver o futuro se tudo depende de uma pessoa? Ele já existe?

Resposta: Existe, não importa o que a pessoa faça. Ela muda o futuro, mas já está preparado.

Pergunta: Se estamos falando do fim de uma ação, queremos dizer a última ação de correção?

Resposta: Queremos dizer a última ação do que deve acontecer agora, de acordo com o plano.

Pergunta: Existe até um princípio: “Estávamos como os que sonham”. O que é isto?

Resposta: Quando voltamos ao estado de correção completa, estamos agindo como se estivéssemos em um sonho. Não podemos imaginar o quanto a Luz superior nos controla completamente.

“Estávamos como os que sonham” é uma frase dos Salmos do Rei Davi. Tudo escrito nos Salmos é Cabalá absoluta.

Da Lição de Cabalá em Russo 19/11/17

Nova Vida # 975 – Próximo Nível De Desenvolvimento Da Humanidade

Nova Vida # 975 – Próximo Nível De Desenvolvimento Da Humanidade
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Resumo

No próximo nível de desenvolvimento, as pessoas espirituais viverão acima das limitações do tempo, espaço e movimento. Os humanos finalmente encontrarão felicidade, realização e satisfação perfeita através da aquisição de um novo desejo de amor e doação pura. Este novo mundo não terá limites como temos agora. Atualmente, não estamos felizes apesar dos avanços tecnológicos sem fim e de termos tudo o que podemos desejar. A natureza programou nosso desenvolvimento de ter uma natureza animalesca para abraçar a intenção de dar, de acordo com o pensamento original da criação.

De KabTV “Nova Vida # 975 – Próximo Nível De Desenvolvimento Da Humanidade”, 06/03/18