Foco Societário Da Ciência Da Cabalá

laitman_214Comentário: Baal HaSulam escreveu muitos livros e artigos, mas por algum motivo você enfatiza apenas sua doutrina social, embora esta seja uma parte muito pequena de suas obras, uma parcela que ele nunca planejou publicar.

Meu Comentário: É verdade que ele não pretendia publicar o artigo “A Última Geração”. Mas o jornal HaUma (A Nação) foi publicado durante a sua vida e trouxe muitas dificuldades em sua batalha com certos círculos dessa sociedade.

Observação: No entanto, em seu trabalho fundamental, o Talmud Eser Sefirot (TES), não há nada sobre a sociedade.

Meu Comentário: Somente as pessoas que não entendem nada sobre a ciência da Cabalá podem declarar que o Talmud Eser Sefirot (TES – O Estudo das Dez Sefirot) não fala nada sobre como mudar suas qualidades para o amor ao próximo. O TES explica como tomar um grupo de dez membros e começar a conectá-los de modo a transformá-los em um sistema chamado Partzuf, a alma – as dez partes conectadas por um objetivo.

Observação: Mas, em seu famoso livro Shamati, por exemplo, não há menção de orientação social.

Meu Comentário: No Shamati, fala-se sobre como um indivíduo deve controlar seu egoísmo. E para que ele precisa fazer isso? Através do que ele percebe seu egoísmo corrigido? – Nos relacionamentos, na conexão correta entre todos. A lei “Ama teu próximo como a ti mesmo” é a lei fundamental e geral para todos. Baal HaSulam explica isso nos artigos “A Entrega da Torá (Matan Torah)”, O Arvut (Guarantia Mútua), e outros. Para o indivíduo, a revelação do Criador só pode ocorrer no centro da dezena. Eu entendo que isso repele muitas pessoas porque somos egoístas e estamos prontos para nos envolvermos em algo além da unidade.

Depois de chegar à Cabalá, durante muito tempo eu não entendia que a realização depende do meu relacionamento com os outros, que eu tenho que me dissolver em nove dos meus amigos e que somente através deles eu poderia permear o mundo superior. Eu não queria entender isso! Meu egoísmo o eclipsou completamente.

Eu estudei gráficos, desenhos e vários diagramas Cabalísticos, a estrutura do sistema dos mundos superiores, o controle do sistema superior, etc., porque minha especialização profissional é biocibernética, isto é, sistemas de controle.

Mas quando comecei a compreender que tudo isso se percebe na conexão entre eu e aqueles como eu, e que devo me aproximar espiritualmente deles, unir e criar um sistema mútuo de conexões chamado Partzuf e mais tarde chamado de alma (porque nenhum de nós tem alma, cada um de nós só pode ser um décimo de suas partes), eu fui tomado por um desespero terrível.

É por isso que eu entendo você completamente. Eu passei por tudo sozinho.

Da Lição de Cabalá em Russo 08/10/17

Comente