Entre Ocultação E Revelação

Laitman_049.03O mundo é o Criador vestido em tudo o que vemos diante de nós: inanimado, vegetativo, animado e pessoas. Na verdade, não há mundo; existem estes quatro níveis: inanimado, vegetativo, animado e humano que estão dentro de uma pessoa. Uma pessoa vê a si mesma e nada mais, suas qualidades interiores no fundo do mundo superior.

Se uma pessoa está trabalhando para evitar ser oposta à Luz superior, ela para de se ver no fundo da Luz e alcança a equivalência de qualidades com ela. Então, a Luz superior, a força de doação e amor, vê a pessoa que se transforma em Shechina (Divindade).

O Criador quer se revelar, quer ajudar. Ele sempre apoia a pessoa, mas Ele não pode concordar em reduzir os esforços de uma pessoa. É através dos esforços que a pessoa deve descobrir todas as diferenças entre ela e o Criador, desenvolver suas sensações e revelar a realidade superior. Uma pessoa constrói a si mesma entre ocultação e revelação. Portanto, o Criador pode ceder e ajudá-la em tudo, exceto onde é preciso fazer esforços.

O mundo parece escuro e ameaçador para nós, porque, por enquanto, vemos nossa própria natureza egoísta no fundo da Luz branca. Se fizermos esforços para alcançar a equivalência com essa Luz, unidade e amor, não veremos a nós mesmos, mas a própria Luz.

Portanto, precisamos nos relacionar com o mundo como com o desejo do Criador de revelar-Se. Ele apenas exige esforços de nós para transformar os distúrbios em apoio e ajuda. Os distúrbios mostram esses lugares onde ainda somos desiguais à força superior, até transformarmos todos os inimigos em amigos amados.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 14/01/18, Lição sobre o Tema: “O Criador Deseja Ser Revelado”, (Preparação Para A Convenção Mundial 2018)

Comente