Meus Pensamentos No Twitter, 21/12/17

twitterComo revelamos o #Criador em nosso mundo? Como um fóssil pode revelar todo o organismo, tudo na alma está incluído em uma centelha de luz. Nós não criamos uma nova criação, mas simplesmente revelamos o mecanismo já existente de nossa conexão com o Criador.

Toda a nossa #vida é um quebra-cabeça! Mas esse enigma contém o projeto do Criador. Portanto, ao completar este quebra-cabeça, com o desejo de atingir o seu criador, O alcançamos. Não é exigido de nós, exceto essa busca. Como uma criança que suga leite e cresce.

A alma da pessoa é parte do Criador. Se ela se unisse com outras partes/almas/ aspirações para ao Criador, perceberia que gradualmente junta todas as partes do Criador, adquirindo Suas qualidades, Sua luz. Essa é a #Cabalá prática.

O homem é igual a Deus? Ele depende de nós … #Deus

A guerra é entre as forças de separação e unidade (em relação ao Criador, em relação a mim). O Criador é a força da unidade, então os Macabeus ganharam e adicionaram a força da unidade à porção diária de óleo, elevando-se oito níveis de Malchut à Bina, ligandose ao Criador – daí o óleo queimou por 8 dias.

Quando as qualidades opostas das pessoas se unem pelo bem de um objetivo comum, um grupo nasce – a harmonia e vida #espiritual é revelada. Cada um trabalha em frente aos outros, como músicos em uma orquestra. “Concerto” significa “acordo” (italiano) e “competição” (latim).

Nós devemos construir um vínculo entre nós – um lugar onde o Criador será revelado. O Criador não tem imagem – Ele é a força de doação que projetamos na tela, na nossa #conexão, que fazemos como Ele. Ele se manifesta nessa tela como um processamento fotográfico.

A #revelação do mundo superior mostra que o homem é o desejo de se satisfazer, mudando apenas em relação ao Criador, a qualidade de doação, tornando-se mais como Ele. Na medida em que ele adquire a qualidade de doação, isso é chamado de VIDA – viver no Criador/mundo superior.

Estados extremos no trabalho #espiritual: escuridão/descida/separação e luz/subida/aproximar-se do Criador. O estado de Chanucá é adquirido na luta entre as forças da luz/escuridão em cada grau até a pessoa encontrar o “ponto no coração” – jarro de óleo – e o acende através pela adesão com o Criador.

Como um disco voador, o grupo se move de um nível distante do Criador para um próximo a Ele, dependendo da unidade da tripulação – sua semelhança com o Criador. Unir-se o torna uma #Alma. À medida que ele se torna como o Criador, o campo circundante, ele se move ao longo de 125 circunferências.

Espaço #espiritual é um campo de doação, uma equivalência com o Criador, de menos para zero até mais. Ao se unir, o grupo se sente nesse espaço, retornando ao Criador, estando em um lugar mais distante (nível de embrião) ou mais próximo (nível superior) em relação ao Criador.

O #homem pensa que o Criador deve Se aproximar e Se revelar, mas, na verdade, é ele quem deve se corrigir para se aproximar e se tornar cada vez mais como o Criador. A diferença é a percepção do homem: quem deve agir e mudar, a pessoa ou o Criador.

Do Twitter, 21/12/17

Comente