Por Que A Natureza Nos Pune? Parte 1

laitman_738Pergunta: A Terra é a nossa casa comum, mas ultimamente o caos tem governado nela. Ao longo do ano passado, ocorreu um número recorde de catástrofes naturais: incêndios, inundações e furacões graves que impactaram países inteiros, bem como indivíduos, e resultaram em enormes danos materiais e emocionais.

A vida tranquila está chegando ao fim. Sabe-se que a Terra atravessou vários períodos geológicos, alguns dos quais foram muito instáveis. Essas catástrofes ecológicas são inevitáveis ​​como resultado do curso natural de desenvolvimento da Terra ou são algo excepcional que pode ser evitado?

Resposta: Todas essas catástrofes poderiam ter sido evitadas, uma vez que a natureza só se torna instável porque as pessoas não conseguem equilibrá-la. A natureza sempre nos empurrou ao desenvolvimento criando condições difíceis para nós, como calor, frio, terremotos e epidemias. Afinal, uma pessoa só começa a se mover quando se sente mal.

Nós somos egoístas e não fazemos o menor movimento se não acharmos que isso produza algum benefício para nós mesmos.

Portanto, a natureza é obrigada a nos enviar sofrimento para nos encorajar a se desenvolver. Depois, começamos a desenvolver a ciência e a economia, e começamos a estudar a nós mesmos e ao ambiente ao nosso redor em busca de uma maneira de organizar vidas mais seguras e mais confortáveis ​​para nós mesmos.

Todo esse desenvolvimento é necessário somente por causa dos problemas que experimentamos. Sabe-se que se quisermos que nossos filhos tenham sucesso, temos que exigir isso e forçá-los a estudar. Essa é a mesma maneira que a natureza nos desenvolveu ao longo dos milhares de anos da história humana. Desde o momento em que os seres humanos desceram das árvores e deixaram as cavernas, estamos nos desenvolvendo continuamente como resultado dos problemas “humanos”, que são um nível acima dos animais.

Isso significa que a natureza não apenas bate em nós como em todos os animais, forçando-nos a procurar comida, arar e cuidar da nossa prole, mas nos carrega com todos os tipos de problemas projetados para desenvolver nossas mentes e sensações. Devido a isso, nós vivemos não apenas pelos instintos animais, mas nos desenvolvemos em uma sociedade mais humana. Nós devemos construir nossas vidas porque nossos filhos precisam de cuidado por dez a vinte anos à medida que crescem.

A natureza nos empurra, não só através dos desejos primitivos como alimentação, sexo e reprodução, mas também nos direciona a desenvolver a ciência, os sistemas econômicos e a educação. Isso nos obriga a descobrir e explorar novos continentes e a explorar a natureza para melhorar nossas vidas.

Isto é, a natureza empurrou os seres humanos a se tornarem mais inteligentes. O desenvolvimento humano está, portanto, em contraste com o desenvolvimento da matéria inanimada, plantas e animais. Além disso, a natureza tem levado os seres humanos a se desenvolverem sensualmente e, assim, nos desenvolvemos nas áreas de cultura, educação e arte: pintura, música e literatura, que são determinadas pelo estado atual da humanidade.

Nós não vivemos como animais que se encontram por um curto período de tempo para produzir descendentes e depois se separam. As pessoas constroem famílias e países e usam a linguagem para se comunicar e transmitir conhecimento de uma geração para outra. Esse é um sistema inteiro que difere qualitativamente do nível animal de desenvolvimento.

No entanto, todo esse desenvolvimento intelectual não é suficiente porque a natureza exige ainda mais de nós. Ela quer que estejamos conectados em um sistema geral, se complementando mutuamente. No entanto, não somos capazes disso porque, por nossa natureza, permanecemos como animais egoístas.

Dentro de cada pessoa, o mesmo egoísta animalista permanece escondido, e todo o conhecimento que ele adquiriu através de milhares de anos de evolução apenas o ajudou a usar seu ambiente com mais habilidade e com o objetivo de obter maior lucro pessoal. Nós criamos sistemas sociais que nos impedem de devorar uns aos outros; no entanto, ainda tentamos lucrar uns com os outros. Isto é, nós implementamos limites que afirmam: o que é meu é meu e o seu é seu.

No entanto, isso também não funciona muito bem porque o egoísmo cresce constantemente e nos queima. Todos querem dobrar o mundo inteiro para satisfazer suas necessidades. Assim, não somos capazes de nos unir em um sistema comum e harmonioso. Esse é todo o problema: a sociedade humana, ao invés de progredir e tornar-se mais inteligente, está começando a descer e se voltar à origem de todo o mal, tornando-se a criatura mais nociva da Terra.

Os seres humanos destroem as formas inanimada, vegetativa e animal da natureza e envenenam o solo e a atmosfera. Existem milhares de toneladas de detritos cósmicos que rodam em torno da Terra, os restos de satélites. Nós não fazemos coisas sábias ou racionais por causa do nosso egoísmo e, portanto, não podemos ser incluídos corretamente no sistema da natureza.

O sistema geral e integral nos pressiona de acordo com o nível do nosso desenvolvimento. Ano após ano, deveríamos nos desenvolver mais e nos conectar corretamente, de forma benéfica, influenciando positivamente a sociedade humana, bem como todos os outros níveis da natureza.

No entanto, em vez disso, revelamos nossa total oposição à natureza e nos tornamos cada vez mais corrompidos. Consequentemente, nossa influência na natureza tornou-se pior e, portanto, não é surpreendente que a natureza nos traga muitos mais golpes do que antes.

De KabTV “Nova Vida ” 10/10/17

Comente